RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Adiado julgamento de PMs acusados de execução

Adiado julgamento de PMs acusados de execução (Foto: Divulgação/TJPA)
A audiência de instrução do processo que apura o envolvimento de cinco policiais militares e de um guarda municipal de Belém no homicídio de Jaime Tomas Nogueira, o "Pocotó", assassinado em outubro de 2015 dentro de um hospital particular no bairro de Fátima, na capital paraense, foi adiado. 
O julgamento começou a ser realizado na manhã desta quinta-feira (18), no Fórum Criminal de Belém, no bairro da Cidade Velha, porém, devido a falta de cinco das oito testemunhas de acusação, o juiz Edmar da Silva Pereira decidiu adiar. 
Os acusados são os PMs Walter Fernando da Silva Almeida, Rubens Luiz Fernandes Maués, Anderson Fernando da Silva Teixeira, Victor Rosa Pereira, Mickley Robertson Cunha dos Prazeres e o guarda municipal Antenor Chagas da Cunha. Dos denunciados, apenas Victor não compareceu à audiência.
Os envolvidos respondem por homicídio duplamente qualificado. Jaime havia sido preso, suspeito de envolvimento na morte do soldado Vitor Cezar de Almeida Pedroso. Ele foi baleado e estava sob tratamento em um hospital particular, localizado no bairro de Fátima, quando o local foi invadido por suspeitos encapuzados, que renderam funcionários e policiais e o executaram.
Tentando adiantar o processo, os representantes do Ministério Público do Pará chegaram a propor que fosse invertida a ordem dos depoimentos, começando pelas testemunhas de defesa, porém, os advogados de defesa dos réus rejeitaram. 
A audiência foi remarcada para os doas 21 e 28 de agosto. 
(DOL)

Nenhum comentário: