RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

domingo, 31 de janeiro de 2016

O LABIRINTO DAS TRAMOIAS

IREI TE PEGAR FDP!!!
Imagem extraida do Blog do Barata

-QUE CULTURA!!!

HERRAR É UMANO

Padre pode ter sido afastado por engravidar fiel

Padre pode ter sido afastado por engravidar fiel (Foto: Divulgação)
Não é exagero dizer que um tsunami atingiu a Igreja Católica em Belém, nos últimos dias. No final darde da última quarta-feira (28), a Basílica Santuário de Nazaré divulgou, em sua página no Facebook, uma nota, informando que o padre Geffison Silva, 32 anos, tinha sido  afastado de suas atividades para descanso e renovação espiritual”. Era o início da onda que desabaria sobre a Igreja. Em poucos minutos, o assunto já estava sendo comentados por milhares de fiéis nas redes sociais. 
Às 13h20 do dia seguinte (quinta-feira, 28), o DOL publicou a notícia do afastamento do padre. A reportagem não trazia nenhuma informação além da notícia que a própria Basílica de Nazaré divulgara um dia antes. Mesmo assim, a onda ganhou ainda mais força.

Na página no Facebook, a matéria teve - naquele dia - mais de 1.180 compartilhamentos. E foram justamente esses comentários de fiéis que acompanham o trabalho do padre, que começaram a transformar a onda num tsunami. 

A POLÊMICA 

Um dos primeiros comentários mais polêmicos foi feito por Thaty Coutinho: “Ele ficou com as fiéis da igreja”. A esse comentário, se seguiram muitos, levantando a possibilidade de o padre Geffison ter sido afastado por motivo muito mais sério do que “descanso e renovação”. Outra hipótese levantada foi a de que Geffison estaria sendo vítima da inveja de religiosos conservadores, que não viam com bons olhos o sucesso do jovem padre. Até que a blogueira Franssinete Florenzano detonou a bomba que transformaria a onda em tsunami. Em seu blog, ela escreveu que, contra o padre, havia “a acusação de ter engravidadotrês fiéis”.Edisse mais: “Uma das crianças já nasceu e duas estãonos ventres maternos”.

O barulho nas redes sociais ficou ainda maior. Na página do DIÁRIO no Facebook, 603 pessoas já tinham comentado a notícia do afastamento do padre de suas funções. A maior parte dos comentários pede a volta do padre e elogia o seu trabalho à frente da Igreja (veja box abaixo). O fato é que se tornou fundamental esclarecer o que, realmente, aconteceu ao padre Geffison Silva. - - - Leia mais

Político usa cheque-moradia na compra de votos

Político usa cheque-moradia na compra de votos  (Foto: Reprodução)
José Carlos Antunes, irmão do prefeito de Ananindeua, Manoel Pioneiro (PSDB), vem realizando distribuição irregular de cheques-moradia em várias comunidades do município de Ipixuna do Pará. Filiado ao PSC - partido do vice-governador, Zequinha Marinho -, o irmão de Pioneiro vem cadastrando beneficiários do programa no município desde o ano passado e concedendo o benefício sem o conhecimento do Governo do Estado, portanto, de maneira clandestina e totalmente irregular.

O diretório municipal do PMDB em Ipixuna encaminhou, na manhã da última sexta-feira (29), ao juiz da 49ª Zona Eleitoral, com jurisdição em Ipixuna do Pará, uma representação contra José Carlos Antunes por propaganda eleitoral irregular e antecipada. A representação informa que, desde o segundo semestre do ano passado, o ex-deputado vem realizando atividades de aparente cunho social, mas que na verdade “intencionam divulgar a sua candidatura a prefeito nas próximas eleições”.

Foi o que aconteceu na madrugada do domingo passado (23), numa residência localizada no distrito de Novo Horizonte. Num horário totalmente inusitado, por volta das 3h da manhã, uma multidão se aglomerava em frente à casa onde o próprio José Carlos Antunes fazia a entrega dos cheques-moradia. José Carlos e duas servidoras da Prefeitura de Ananindeua, que se identificavam para os beneficiários como funcionárias do Estado, faziam a entrega.

ESQUEMA

Na segunda-feira (24), a Prefeitura de Ipixuna entrou em contato com o chefe da Casa Civil do Governo do Estado, José Megale, para informar o fato. Megale não apenas disse que o benefício estava suspenso como se mostrou surpreso com o esquema montado pelo irmão de Manoel Pioneiro em Ipixuna, afirmando que iria mandar investigar a denúncia imediatamente, inclusive enviando uma equipe ao município, para apurar o caso. No total, José Carlos Antunes entregou 200 cheques: 100 no distrito de Novo Horizonte, 50 no distrito de Canaã, e outros 50, ainda no dia 23, à tarde, em uma escola na cidade de Ipixuna do Pará. 

Desconfiados das facilidades apresentadas pelo pré-candidato, alguns beneficiários procuraram a Prefeitura de Ipixuna, na última segunda-feira, levando o cheque-moradia. Alguns desses cheques foram anexados juntamente com os depoimentos dos supostos beneficiários.

Os processos e os cheques que chegaram à Prefeitura não possuem assinatura de nenhuma dirigente da Ação Social ou da Companhia de Habitação do Governo do Estado (Cohab), que coordenam o programa - o que reforça o indício de irregularidade. Os beneficiários também não assinaram nenhum documento comprovando que receberam o benefício e tampouco de compromisso que empregariam o valor recebido na construção e reforma de unidades habitacionais, que é a finalidade do programa. O valor de cada cheque é de R$ 14.100, divididos em duas parcelas.

CADASTRO IRREGULAR

A ação protocolada na zona eleitoral contra José Carlos Antunes lembra que o cadastro dos beneficiários ao cheque-moradia é feito diretamente na Cohab ou nas prefeituras municipais que aderirem ao programa, “sendo esses órgãos os responsáveis pela verificação das condições para o deferimento da inscrição no programa”, o que não ocorreu nesse caso.

Segundo informações colhidas junto às pessoas que receberam os cheques no último dia 24, os cadastros foram feitos junto ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ipixuna do Pará, através do presidenteda entidade conhecido por “Mauro”, sem qualquer participação da Cohab.

O mais estranho é que mais de 300 pessoas estão há bastante tempo cadastradas na prefeitura de Ipixuna para as quais o Estado nunca liberou o benefício. E mais: o irmão do prefeito Pioneiro assegurou que nos próximos dias estará entregandomais 300 cheques-moradia no município.

Os eventos de entrega dos cheques foram efusivamente comemorados nas redes sociais por correligionários e assessores de Antunes (veja ao lado), com textos e fotos. Os cheques-moradia distribuídos por Antunes e cópias das postagens nas redes sociais foram anexadas à denúncia à Justiça Eleitoral.

JATENE FEZ USO ELEITOREIRO DO BENEFÍCIO
O uso eleitoreiro do cheque-moradia - que deveria ser um meio de melhorar a vida das pessoas através da construção, ampliação ou melhoria das casas dos beneficiários-, contaminou por completo a última eleição para o governo do Estado. No interior do Estado, além de funcionar como máquina de compra de votos em favor da reeleição do governador Simão Jatene, o programa ludibriou centenas de famílias e frustrou o sonho da tão desejada casa própria.

A estimativa é que o governo do Estado tenha emitido - entre concessões e cadastramento - mais de 30 mil cheques-moradia apenas em outubro de 2014, mês da eleição. Isso expôs o uso escancarado e explícito de um programa social do Estado como instrumento de compra de votos. Essa apropriação do benefício foi um dos maiores casos de crime eleitoral já vistos numa eleição no Pará.

(Luiz Flávio/Diário do Pará)

Cúpula do Detran estaria envolvida em corrupção

Cúpula do Detran estaria envolvida em corrupção (Foto: Cezar Magalhães)
Deflagrada em agosto do ano passado, a Operação Galezia, que desbaratou a quadrilha que atuava na emissão fraudulenta de Carteiras de Habilitação no Pará, está tendo desdobramentos que podem atingir a alta cúpula do Departamento de Trânsito do Estado (Detran), políticos e autoridades paraenses. As informações chegaram à Polícia, graças a ex-servidores que participaram do esquema - e que agora querem se beneficiar da delação premiada. O DIÁRIO teve acesso a trechos de um depoimento que pode ampliar o rol de investigados no caso.
No documento, uma testemunha aponta o atual diretor de planejamento do órgão, Carlos Valente, como um dos integrantes da quadrilha que cobrava para emitir carteiras de habilitação a motoristas -que nem precisavam fazer os exames de praxe (psicotécnico, teórico e prático).
PROPINAS E VOTOS
Segundo o delator, que não quer ser identificado, Valente recebia R$ 10 mil mensais de propina para dar suporte ao esquema na sede do órgão, em Belém. A “mesada” teria sido idealizada por um homem identificado como Paulão, dono de auto-escola e ex servidor do Detran. E era engordada com o dinheiro das fraudes. Cada examinador recebia, segundo o delator em depoimento, R$ 100 para atestar a aprovação do candidato, sem exigir o exame de trânsito, e repassava R$ 60 para a direção local do Detran, em Xinguara.
A concessão da habilitação por meio de fraude servia também como moeda para compra de votos. No depoimento a que o DIÁRIO teve acesso, o delator afirma que, no período eleitoral, os examinadores recebiam ordens para aprovar condutores indicados por políticos com influência no órgão.
É citado como beneficiado pelo esquema o hoje deputado estadual Fernando Coimbra (PSD), ao lado do vereador Pedro Lima (PSDB), que foi servidor do Detran e teria usado a emissão de carteiras como trampolim político. Coimbra era consultado até na contratação de examinadores. Ao DIÁRIO, o deputado disse desconhecer o teor do depoimento em que é citado e garantiu não ter qualquer relação com Pedro Lima. “Eu não o apoiei, nem ele a mim”, disse Coimbra, afirmando ainda não ter qualquer influência sobre o Detran. “As indicações cabem ao Executivo”, disse. 

Fraudes envolvem 8 municípios e 3 estados

A quadrilha tinha como ponto central o município de Xinguara, mas se espalhava por outros sete municípios do sul do Pará. Beneficiava candidatos a condutores do Pará, Maranhão e Tocantins. Para conseguir as habilitações fraudadas, condutores simulavam mudanças de domicílios de outros estados para o Pará. Com a propina recebiam a carteira sempisar no Pará. Chamou atenção o volume do esquema: só do Tocantins, foram 28 mil pedidos entre 2010 e 2014. E muitos dos candidatos apresentavam ao Detran o mesmo endereço no Pará. Os condutores pagavam até R$ 3 mil pelo documento. O dinheiro era dividido entre a direção do Detran de Xinguara e avaliadores. Segundo o delator, também alimentava campanhas eleitorais, além da propina mensal de Carlos Valente.
Em, 2010 a operação Galezia prendeu dez - sete eram servidores do Detran-Pará, uma era psicóloga do Tocantins (que forjava os exames psicotécnicos) e dois eram donos de autoescolas. Mais de 40 mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Redenção, Conceição do Araguaia, Xinguara, Tucumã, Ourilândia do Norte, Santana do Araguaia, Paragominas, São Félix do Xingu e Pedro Afonso (TO).
A Corregedoria do Detran diz, por nota, que o inquérito da Operação Galezia é conduzido sob sigilo da Polícia Civil. Diz ainda que o órgão espera o resultado das investigações para tomar as providências cabíveis. A Polícia Civil diz que concluiu o inquérito e enviou o caso para o Ministério Público. O vereador Pedro Lima não foi encontrado para comentar o caso.
(Rita Soares/Diário do Pará)

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

O RABO DO RATO APARECEU DE VEZ

Lula é intimado a depor sobre triplex

Lula é intimado a depor sobre triplex (Foto: reprodução/Facebook)
O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) intimou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a esposa dele, Marisa Letícia, para prestar depoimento, como investigados, no dia 17 de fevereiro sobre um imóvel triplex, no Condomínio Solaris, no Guarujá.
Também serão ouvidos o empreiteiro José Adelmário Pinheiro e o engenheiro Igor Pontes, ligados à construtora OAS, responsável pelo empreendimento.
O imóvel, localizado no Guarujá, no litoral paulista, é alvo de investigações da 22ª fase da Lava Jato, a Operação Triplo X, deflagrada no dia 27.
A suspeita do Ministério Público Federal (MPF) é que proprietários de apartamentos do condomínio usaram o nome de terceiros para ocultar patrimônio.
Os investigadores chegaram a essa conclusão após receberem as matrículas dos imóveis registradas no cartório da cidade.
De acordo com o MP-SP, o promotor de Justiça Cássio Conserino diz ter indícios de que houve tentativa de ocultar a identidade do dono do triplex, que seria do ex-presidente, o que pode caracterizar crime de lavagem de dinheiro.
O Condomínio Solaris começou a ser construído pela Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop), presidida entre 2005 e 2010 pelo ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, preso em abril do ano passado.
O empreendimento foi repassado para a empreiteira OAS em 2009, em função de uma crise financeira da cooperativa.
Para os investigadores, há indícios de que as aquisições dos imóveis ocorreram por meio de repasse de propina entre os envolvidos nos desvios de recursos da Petrobras, entre eles a OAS.
O Instituto Lula informou, por meio de nota, que as suspeitas do MP-SP são infundadas e nega que o ex-presidente ou sua esposa Marisa Letícia sejam donos de apartamento em condomínio da Bancoop ou da OAS.
“São levianas as acusações de suposta ocultação de patrimônio por parte do ex-presidente Lula ou seus familiares”, diz o texto.
Acrescenta que Lula e a esposa Marisa “nunca esconderam que ela adquiriu, em 2005, uma cota da Bancoop, paga em prestações mensais, que foi declarada no imposto de renda”.
Procurada pela Agência Brasil, a construtora OAS informou que ainda não tem um posicionamento oficial sobre o tema.
(Agência Brasil)

-QUE CULTURA!

HERRAR É UMANO!


quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Morte de prefeito continua sendo investigada

Morte de prefeito continua sendo investigada  (Foto: Rodolfo Oliveira/Ag. Pará)
assassinato do prefeito de Goianésia do Pará, no sudeste do estado, João Gomes da Silva, 62, conhecido como “Russo, continua sendo investigado. Ele foi morto a tiros na noite de domingo (24) quando participava do velório de um amigo da família.
Viaturas da Polícia Militar e Ronda Ostensiva Tática Metropolitana (Rotam) estão fazendo rondas contínuas na entrada e no centro da cidade. 
De acordo com o delegado João Bosco Rodrigues, diretor de Polícia do Interior (DPI), as investigações contam com quatro equipes de trabalho: a da DPI, que é formada por policiais de Belém e da superintendência regional do Lago de Tucuruí; a da divisão de homicídios, que preside as investigações com o delegado Marco Antônio; uma equipe de Marabá; além da equipe local que já foi reforçada com um destacamento de quatro guarnições da Rotam e do grupo Tático da Polícia Militar. 

Dentro da investigação, algumas testemunhas do crime já foram ouvidas. No momento, várias pessoas ligadas à vítima estão sendo interrogadas na delegacia do município para que a polícia possa compreender as possíveis motivações do crime. Segundo informações preliminares, um homem que já estava no local fez os disparos contra o político e fugiu de moto com o apoio de um comparsa que o aguardava na área externa de onde ocorria o velório.
(DOL com informações da Agência Pará)

VOLTA ÀS AULAS NA PÁTRIA EDUCADORA (?)

Inauguração do Shopping Itaituba está confirmada para amanhã

Marco histórico na evolução economica e social da Cidade Pepita, é a que nos oferece o empreendedor Fracimar Aguiar, no ramo de entretenimento, lazer, e  acomodação e hospedagem; tratando-se do conglomerado de Lojas, cinema e hotel para colocar a disposição  da população de Itaituba e de quem visita essa progressista cidade  do médio Tapajós.

Não foi necessario apenas vontade, e sim empreendedorismo, ousadia, coragem para brindar  o povo de nossa região com um requintado espaço  para compras, entretenimento, praça de alimentação e lazer.

Conforme narra o Jornalista Jota Parente em seu espaço eletronico, a inauguração do Shopping Itaituba estará ocorrendo amanhã,  com vasta programação, alem de solenidades religiosas e com presença de autoridades constituidas do municipio,  para marcar o eventto.

Parabens ao empresario Francimar que acredita no progresso de nossa região, e ajuda a estruturar o municipio com empreendimento dessa envergadura.
_____
Imagem extraida do Blog do Parente

Vereador suspeito de homicídio se entrega

A Justiça prorrogou por mais 30 dias a prisão temporária do vereador Jailton Farias, do município de Santana do Araguaia, no sudeste paraense, suspeito de envolvimento no homicídio do pecuarista Wagner Pereira da Silva, ocorrido em junho do 2015. O parlamentar esteve foragido até a última segunda-feira (25), quando se apresentou à polícia acompanhado de seu advogado.
O pecuarista foi encontrado morto dentro a própria residência, localizada da vila Mandi, no próprio município. As investigações apontaram o cunhado da vítima, Ilson Alves de Farias, como o mandante do crime. Algumas armas utilizadas no homicídio foram encontradas na propriedade do vereador, que também está sendo acusado de posse ilegal de arma de fogo.

Além deles, também foram presos Jair José de Farias, pai do vereador, e Antônio de Castro Silva, segurança e vaqueiro de Jailton. A polícia ainda busca os foragidos Odilei Farias, irmão do parlamentar, e Cássio Barcelos Legal, pistoleiro apontado como o executor do pecuarista.
_____Extraido do Politica com Pimenta

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Lula já é tratado como suspeito em 4 processos

Lula finge não notar, mas sua propalada honestidade já se encontra sob questionamento em pelo menos quatro inquéritos. Num deles, o promotor Cássio Conserino, de São Paulo, avisou que formalizará uma denúncia contra o ex-presidente e sua mulher, Marisa Letícia. Vai enquadrá-los no crime de lavagem de dinheiro. Acusa-os de ocultar a posse de um apartamento triplex no Guarujá. O imóvel foi reformado pela OAS, uma das empreiteiras enroladas na Lava Jato. “Lula e dona Marisa serão denunciados”, disse o promotor à revista Veja. “Brevemente, eles serão chamados a depor.”
Alheio ao cerco que se fecha à sua volta, Lula ainda cultiva um conceito extraordinário sobre si mesmo. “Se tem uma coisa de que me orgulho é que não tem nesse país uma viva alma mais honesta do que eu”, autocongratulou-se há quatro dias, numa entrevista com blogueiros. Nessa mesma conversa, estalando de autoridade moral, Lula desafiou: “Duvido que neste país tenha um promotor, um delegado […] que tenha coragem de afirmar que eu tenha me envolvido em qualquer coisa ilícita neste país.”
É como se Lula, trancado em sua autoestima, enxergasse a conjuntura a partir de lentes cor de rosa. O problema é que, afora o processo sobre o apartamento de cobertura no Guarujá, há pelo menos outros três que conspiram contra a ilusão de ótica do cacique petista. Num desses processos, a Polícia Federal apura a suspeita de envolvimento de Lula no loteamento político que deixou a Petrobras vulnerável à pilhagem. Noutro, a PF investiga - Continue lendo!
Uol noticias

-QUE CULTURA!

HERRAR É UMANO!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Com contas reprovadas, ex-prefeito terá de devolver R$ 865 mil

O pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) julgou na quarta-feira (20), na primeira sessão ordinária de 2016, 45 processos, entre eles 13 prestações de contas, a maioria entregue na corte em março do ano passado.

Entre as prestações de contas apreciadas pelo colegiado estão a do ex-prefeito de Fonte Boa, Sebastião Ferreira Lisboa, referente ao exercício de 2005. A decisão do pleno foi pela irregularidade das contas com aplicação de multas e glosa que somam cerca de R$ 865 mil.O prefeito de Tapauá (distante 448,5 quilômetros da capital), Almino Gonçalves de Albuquerque (PSD), também foi condenado a devolver aos cofres públicos, entre glosa e multas, mais de R$ 26 milhões ele teve suas contas exercício 2013 reprovadas por mais de 50 irregularidades detecatadas durante a tomada de contas.
As impropriedades detectadas nas contas de Sebastião Ferreira Lisboa — que eram de relatoria do então conselheiro Raimundo Michiles — foram ajuda financeira a pessoas carentes, sem o devido processo legal; e ainda a diferença de mais de R$ 800 mil no balanço financeiro e patrimonial da prefeitura. O prazo dado pela conselheira Yara Lins dos Santos, atual relatora do processo, para devolução é de 30 dias. O gestor também pode recorrer da decisão.
O prefeito de Tabatinga, Raimundo Carvalho Caldas, também teve a prestação de contas, referente ao exercício de 2014, julgada irregular, com aplicação de multas e glosa no valor de R$ 141 mil. De acordo com o relator do processo, conselheiro Érico Desterro, entre as impropriedades encontradas estão o pagamento de notas de empenho sem a devida execução do serviço; e pagamentos de diárias a servidores sem a comprovação de deslocamento nem relatórios de viagem.
O prefeito Raimundo Carvalho Caldas também teve a prestação de contas como gestor e ordenador de despesas do Fundo Municipal de Saúde de Tabatinga (exercício 2014), julgada irregular e recebeu R$ 15 mil em multas.
O colegiado decidiu pela irregularidade das contas do presidente da Câmara Municipal de Anamã, Benedito Soares Bastos, exercício de 2014. O envio fora de prazo dos demonstrativos contábeis do município dos meses de janeiro a setembro e dezembro; e a não comprovação de que as Contas apresentadas pelo chefe do Poder Executivo foram colocadas no Poder Legislativo, à disposição dos contribuintes, cidadãos e instituições da sociedade, foram algumas das irregularidades encontradas. O ex-prefeito recebeu R$ 19 mil em multas.
Ainda na sessão foi julgada irregular a prestação de contas do presidente da Câmara Municipal de Juruá Raimundo Marcondes Oliveira dos Santos, referente ao exercício de 2013. A ausência de controle patrimonial de bens de consumo e permanentes; e a falta de um sistema de Controle Interno para a Casa Legislativa foram algumas das impropriedades que levaram o gestor a receber cerca de R$ 28 mil em multas.
Regulares com ressalvas
O pleno julgou regulares com ressalvas as prestações de contas do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Uarini (Saae), exercício de 2013, de responsabilidade de Antônio da Costa Braga de Mesquita, com aplicação de multa de R$ 8,7 mil; do diretor do Fundo de Previdência Social do Município de Maués (Sisprev), exercício 2014, Reginaldo de Matos Pantoja, sem aplicação de multa; e do diretor-presidente do Serviço de Água e Esgoto de Maués, do ano de 2014, Edmilson Rocha.
Dois gestores têm contas aprovadas

Dois gestores públicas de contas indiretas do interior, referente ao ano de 2014 e entregue em março do ano passado, tiveram as contas aprovadas pelo colegiado, sem nenhuma falha detectada pelo relator do processo, auditor Alípio Reis Firmo Filho. Clemilda Falcão, presidente do Instituto de Previdência do município de Iranduba (Imprevi) e o diretor do Departamento Municipal de Trânsito de Maués, Francisco Carlos Vasconcelos, tiveram contas aprovadas por unanimidade pelo colegiado.

Prefeito assassinado é velado em Goianésia do PA

Previsão é que sepultamento seja às 17h no cemitério público da cidade.

João Gomes da Silva (PR) foi morto durante um velório no domingo, 24.

Do G1 PA
População presta homenagem para o prefeito assassinado no último domingo, 24. (Foto: Márcio Guedes/TV Liberal)População presta homenagem para o prefeito assassinado no último domingo, 24. (Foto: Márcio Guedes/TV Liberal)
O prefeito de Goianésia do Pará é velado na Câmara municipal da cidade, na tarde desta segunda-feira (25). Ele foi assassinado na noite do último domingo (24), enquanto participava de um velório no centro da cidade. O enterro está previsto para 17h desta segunda, no cemitério público da cidade.
O corpo do prefeito foi liberado por volta das 22h da noite do último domingo (24), pelo Instituto Médico Legal (IML) e nesta manhã, depois de sair da funerária foi levado para a Câmara Municipal da cidade onde recebe homenagens.

João Gomes da Silva (PR), conhecido como 'Russo', tinha 62 anos, e nasceu em Barras, no Piauí. Ele ocupava o cargo desde 2013. Segundo a polícia da cidade, dois homens chegaram de moto no lugar onde ocorria o velório. Um deles fez seis disparos, a maioria na cabeça da vítima.
Um dos tiros atingiu de raspão perna da esposa do prefeito, que foi encaminhada para o Hospital Regional de Tucuruí. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), a paciente foi atendida por um ortopedista por volta das 00h30 de segunda-feira (25) e liberada em seguida.  Segundo a polícia civil, ela será ouvida assim que possível.
Investigações
A Polícia Civil já ouviu duas testemunhas do assassinato do prefeito de Goianésia do Pará, João Gomes. Para a polícia, o crime tem características de execução. Cinco equipes da Polícia Civil foram enviadas para a cidade para apurar as circunstâncias e a motivação do crime.

Desde o domingo (24), equipes das polícias Civil, Militar e Polícia Rodoviária Federal fazem barreiras nas estradas e buscas na região para tentar prender os assassinos. No total, cerca de 20 policiais atuam na ocorrência, sendo eles de Tucuruí, no Núcleo de apoio e investigação de Marabá e da cidade de Gioanésia do Pará. Além da coleta de depoimento também serão levantadas imagens de câmeras de segurança e aguarda-se a expectativa dos resultado de exames periciais.

Assistencialismo
De acordo com a polícia civil, o prefeito João Gomes da Silva (PR) ajudava a comunidade sempre que solicitado. A informação é que uma pessoa o procurou, porque um rapaz faleceu no estado do Tocantins e a família não tinha condicções de fazer o traslado para Gioanésia. Assim, o prefeito custeou o traslado do corpo e o velório.

Durante o velório dessa pessoas, realizado em um uma casa, no núcleo do município, o prefeito foi assassinado.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Navio da Caixa Econômica pega fogo em Curralinho

Um navio da Caixa Econômica Federal (CEF), que presta serviços no município de Curralinho, no Marajó, pegou fogo na tarde desta quinta-feira (20).
Segundo informações, não há Corpo de Bombeiros no município, portanto, moradores e funcionários não tem como tentar impedir o avanço das chamas.
Nas margens do rio Pará, dezenas de pessoas se aglomeram no trapiche para assistir o navio ser consumido pelo fogo. Ainda não se sabe as causas do incêndio. 
O DOL tenta contato com os Bombeiros e a CEF. Mais informações em instantes.
(DOL)

CONFLITO EM JACAREACANGA, O PONTO FINAL

REUNIÃO COM NERVOS AFLORADOS+
POPULAÇÃO PRESENTE+
TENSÃO+
HABILIDADE DO COMANDANTE MILITAR = 
RESULTADO FINAL: POSITIVO


Jacareacanga - Às pressas por exigência dos indígenas Munduruku que coordenam organizações de apoio à causa Indígena (Pusuru, Movimento), sob a coordenação do Líder Indígena Valdelirio Manhuari, foi convocada uma reunião extraordinária no plenário da Câmara Municipal, tendo como convidados os comandos das Policias Militar e Civil, Vereadores, Associações Indígenas, Cacique Geral Arnaldo Kabá e uma gama da sociedade local  e representantes classistas. O Prédio do Poder Legislativo ficou superlotado apesar da transmissão aos radiouvintes por duas emissoras comunitárias. O assunto discorrido versou sobre segurança pública e a onda avassaladora de disseminação de entorpecentes na cidade e a provável incapacidade ou conivência de alguns entes das Forças Policiais local, de agir com presteza honestidade e vigor. O moderador da reunião Valdelirio Manhuari relembrou que crimes contra a vida de indígenas ficam sempre no rol dos insolúveis, citando em particular o crime de morte que envolveu o Indigena Adenilson Krixi na operação Eldorado e outro indígena da Aldeia Teles Pires que foi assassinado em plena via publica e até hoje a Policia Civil não elucidou. Inflamado o indígena Valdenir Noris  manifestou-se que aguarda providencias enérgicas da Policia para conter a disseminação de drogas no município e a prisão de traficantes, e concluiu que a coletividade indígena é a mais prejudicada com essa distribuição fácil de drogas e que tem indígenas ja consumindo e até vendendo, e para prevenir mal maior aos seus parentes desafiou que se a policia não fizer sua parte e agir, os indígenas serão obrigados a fazer o trabalho que deveria  ser executado pela corporação policial. Os vereadores Walter Tertulino que preside a Comissão de Constituição e Justiça da Casa, além dos vereadores Gerson Manhuari, Raimundo Santiago, Edileuza Viana, Jerson Mourão utilizaram-se do espaço para manifestarem-se em apoio aos que reclamam por falta de um trabalho eficiente das Policias Militar e Civil, e através dos mesmos Vereadores com coro dos presentes que se amontoavam na reunião foi reclamado sobre a onda de prisões arbitrarias com o único fito da pratica de extorsão e ainda a pratica de tortura que é modus operand de alguns policiais quando abordam pessoas independente do problema que estão causando. Lembraram os Vereadores que se acumulam na Câmara reclamações de toda sorte contra desvios de função de policiais, e que se os Vereadores diligenciam providências  às autoridades da cúpula da Segurança Pública estadual, é visando que esses vícios e maus costumes de se extorquir, agredir, ameaçar, fabricar flagrantes sejam banidos  de nosso convívio.

Usando a palavra o Presidente do Parlamento Vereador Raimundo Acelio de Aguiar, disse que  se deslocou à Belém acompanhado de todos seus pares que constituem o Poder Legislativo com a finalidade de peregrinarem nos corredores governamentais à procura de investimentos para o municipio, e um assunto que demandou mais tempo foi, entendimentos com o Secretario de Segurança Pública e Delegado Geral da Policia Civil concernente a atuação e desenvolvimento da ações policiais e disseminação de drogas no munícipio, e que decorrido sete meses do encontro pouco ou quase nada mudou em termos da deficiente segurança pública  e hoje disse o vereador, somos impactados por um assassinato que poderia ser prevenido se em plena madrugada, (contrariando legislação vigente no munícipio), em rondas, a polícia coibisse o funcionamento de bares e similares.

Foram praticamente quatro horas ininterruptas de reunião, e a cada instante, autoridades, indígenas e a população desnudando atitudes comportamentais de policiais tanto civil quanto militar que vulnerabilizam gloriosas instituições de proteção ao cidadão deixavam o clima da reunião mais tenso.

Com visível mal estar por tantas denúncias contra procedimentos indecorosos de policias e principalmente dos militares o Major-PM PEDRO PAULO DE OLIVEIRA COELHO, ainda no calor das discussões quando ainda haviam registros de mais pessoas para se manifestar, solicitou do mediador a palavra e apesar do campo adverso que se apresentava para o oficial, com muita habilidade, manifestando que as denúncias causariam também indignação em seus superiores hierárquicos garantiu que providencias enérgicas seriam adotadas, citando que a Corregedoria de Policia, encurtando distancias para coibir casos dessa natureza, estava  funcionando em Itaituba e instruiu os presentes a  formas e meios de qualquer pessoa se comunicar com a mesma.

Deve ser levado em consideração a atuação precisa, imperiosa e necessária do Oficial PM Maj PEDRO que com habilidade necessária, autoridade e muita propriedade, através de seus discursos e ponderações, jogando também a responsabilidade da segurança pública para os munícipes que devem denunciar, desvios de funções e tráficos de entorpecentes, para garantir  poder se garantir a atuação sempre decidida da Policia Militar.

Se comprometeu o oficial a substituir todo efetivo da PM naquele instante e apresentou o novo comandante do destacamento o Tenente Renato que lhe acompanhava e que de público lhe exigiu rigor no trato com a questão apresentada e que o Comando Geral da Policia Militar do Pará, não toleraria desvio de função de qualquer militar nem transigência com coisas erradas. Garantiu para o dia seguinte a entrada de uma guarnição com uma motocicleta para atividades de incursão a ramais e pequenos garimpos nas comunidades Garimpeiras de Porto Rico e S. José.  Fato a se ressaltar é que essa providencia de se garantir policiamento com transporte na região garimpeira, foi produto de uma reunião no Comando de Policiamento Regional (CPR-10) dos Vereadores Santiago e Tertulino, com o Comandante do CPR-10 Coronel Eder e o Major PEDRO. O Major hoje responde pelo Comando(CPR-10)

A atuação do comandante PM Maj PEDRO, que assumiu compromissos de mensalmente estar in-loco avaliando a evolução do trabalho policial coibindo desvios de função, foi fator importante também para que todos os ânimos exaltados fossem serenados, onde as partes ficaram satisfeitas.

Outra carta tirada da manga do oficial  que contentou os indígenas foi garantir que sua Excelência o Vice Governador Zequinha Marinho, recebesse em audiência  lideranças indígenas no decorrer da visita que aquela autoridade fara a Jacareacanga no próximo sábado.

No costume indígena quando em uma reunião tensa se resolvem pendengas e desmandos, ao se apresentar uma solução para que todos fiquem harmonizados fraternalmente, é regra geral os indígenas pintarem o rosto com suas características na pessoa que foi o fiel da balança do entendimento, como não tinha Jenipapo ou Uucum na ocasião um líder Indígena (Valdecy Waro) representando seus parentes, tirou do alto de sua cabeça um cocar e colocou sobre a cabeça do Major Pedro e como o indígena queria eternizar aquele momento solicitou ser fotografado, e revelando cumplicidade com a questão indígena, o militar pegou sua cobertura e colocou na cabeça do líder indígena que sorridente  mostrava-se agradecido, denotando que não é difícil o entendimento com os Munduruku, quando esse ser humano de cultura diferenciada da nossa, é tratado com o tempero da justiça, igualdade e do respeito.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

RESTAURADA A TRANQUILIDADE EM JACAREACANGA COM RETORNO DA FORÇA POLICIAL

Maj Pedro (PM) e Del Milhomem (PC)
Comovente estado de fé e piedade Cristã ocorreu por ocasião nesta tarde (19) do sepultamento da indígena conhecida como Anne, vitimada por tiros de revolver deflagrados pela nacional Danniely. Ainda envoltos em profunda dor, parentes e amigos levaram o último adeus a jovem assassinada.

Fato marcante, contrariando  o que se apresentava quando o impacto pelo crime surpreendeu a todos emocionalmente  e principalmente a coletividade indígena, foi o comportamento de alguns indígenas entre os quais o Cacique da Aldeia Jacaré Velho, localizada à margem do Rio Tapajós em frente a cidade, que comandou  com alguns indígenas um bravo trabalho de conter ameaças de depredação no predio da DEPOL que também havia a participação de pessoas não indígenas, alegando o líder indígena que não aceitaria a depredação pois iriam acusar seus parentes indígenas e isso não seria  certo. Ato seguido os próprios indígenas fizeram o guarnecimento da Delegacia de Policia, para que não fosse depredada.

Virando essa página triste que marcará a moderna história de nosso município, há de se levar em consideração a providencial e estratégica ação de da PM e Policia Civil que para prevenir um mal maior à sociedade Jacareacanguense de forma acertada bateu em retirada para evitar um confronto com os indígenas, retornando no inicio desta noite e ocupando o seu espaço em garantir a segurança de todos.

Comandam as forças policiais neste momento, pelo lado dos militares o experimentado Major Pedro, renomado entre seus pares por mediações em conflitos, e contenção de distúrbios comandando 14 militares e  Dr. Milhomem, Delegado de Polícia Civil que comanda mais 4 policias Civil. 

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

TRANSFERÊNCIA DA PRESA E CALMARIA QUE PREOCUPA

FORÇA DE SEGURANÇA PÚBLICA DE JACAREACANGA ABANDONA O MUNICIPIO

Jacareacanga - Com a habilidade que o caso requeria, a Policia conseguiu remover a acusada pelo assassinato de Anne, (foto) para a cidade de Itaituba, Como era de se esperar a ação policial para a transferencia da presa ocorreu ao final da tarde pouco antes do anoitecer.
Alguns indigenas familiares da jovem assassinada, inconformados, invadiram agora a noite a Permanencia da Policia local, e ensaiando depredar o imovel, soltaram duas pessoas que estavam presas.

Apesar do ambiente no velorio de Anne ser de indignação e consternação, reside aparente calmaria entre os presentes. Fato que chamou atenção foi se verificar que paralelo ao velorio, muitos parentes e  indigenas  estão em reunião, não sendo definido a motivação.

Noticia de ultima hora é que todo contingente policial tambem abandonou a cidade  rumo à Itaituba, temendo confornto com os indigenas em uma eventual invasão à delegacia.

em contato realizado com um oficial do CPR-X  de Itaituba estaria sendo deslocado para reforcar a segurança publica em Jacareacanga  um pelotão doTático.

Presídios do Pará receberão reforço nas revistas

Presídios do Pará receberão reforço nas revistas (Foto: Agência Pará / Divulgação)
Para evitar a entrada de armas, drogas e até telefones celulares nas casas penais do Pará, o sistema penitenciário receberá equipamentos de inspeção eletrônica entregues pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen) para reforçar a segurança.
A expectativa é de que os aparelhos - raio-x, doze pórticos de metal, 101 detectores de metais manuais (chamados de raquete) e 43 banquetas para inspeção íntima sejam distribuídos nas unidades penitenciárias da Região Metropolitana de Belém já no próximo mês.
O repasse dos equipamentos vem sendo feito em todo o país.
UNIDADES DE SAÚDE
Dez unidades básicas de saúde também estão no cronograma para serem instaladas em casas penais da capital e do interior do Pará.
(DOL com informações da Agência Pará)

ASSASSINA PRESA - PREOCUPAÇÃO POR SUA INTEGRIDADE FISICA

Danniely - Acusada de Assassinato
Jacareacanga - Confirmado a prisao de Danniley que atende por outros nomes  tambem,  atraves de um trabalho rapido da Policia Militar que soube dar uma resposta rapida à sociedade.

Insistimos que causa preocupação  que a custodiada criminosa permaneça presa  nesta cidade, por razões sobejamente comprovadas que é a condição da mesma ser indigena, oriunda de uma familia numerosa com parentes de sua etnia se estabelecendo  do outro lado do rio e que em tempo preterito invadiram a cidade e atearam fogo na cadeia pública devido o assassinato de um indigena (Lelo Akay).

Muita gente se acerca do predio da delegacia entre esses indigenas e parentes da vitima, muitos por simples curiosidades.    A indignação é enorme entre os parentes da vitima em seu velorio.


PM PRENDE SUPOSTA ASSASSINA JA NO ESTADO DO AMAZONAS

Jacareacanga - A policia militar do destacamento local mostrando um eficiente trabalho, conseguiu encontrar a acusada pelo assassinato  da indigena  Anne, a nacional conhecida por Danniely que estava homiziada no Garimpo do Palmares distante 65 km da sede deste municipio ja no estado do Amazonas.  Suspeitos de darem cobertura para a foragida estão detidos dois homens que trabalham na atividade garimpeira em Palmares.

A maior preocupação agora e a segurança de Danniely ja que acorrem muitas pessoas a maior parte indigenas para a Delegacia de Policia, e que isso enseja celeridade da policia civil em ter que fazer a remoção da presa para Itaituba por questão restrira de segurança. Ha de se considerar que  os Indigenas  enfurecidos  pelo assassinato de um parente (Lelo Akay) invadiram  em tempo preterito recente, a cidade colocaram os policiais em fuga e atearam fogo na delegacia local e ainda subtrariram armas dos policiais.

Insiste-se em informar  que é um perigo  a presa ficar custodiada na delegacia de policia, vez que ha iminente perigo de invasão. A familia da vitima é numerosa e vela o corpo de sua ente querida comvisivelmanifestação de indignação. TODO CUIDADO É POUCO!

MOTIVO FÚTIL TERIA SIDO A CAUSA DO ASSASSINATO


Resultado de imagem para procura-se
Anne - a Vítima
Danniely - a acusada
Jacareacanga - O ato violento que ceifou a vida de Anne, teria sido por motivo fútil e  a consumação do ato de deflagrar   quatro tiros na vitima concorrendo para seu obito,  foi somado a ingestão de bebidas alcoolicas. Danniely a suposta assassina   encontra-se em rota de fuga, com a policia em seu encalço. Informações dão conta  que alguns parentes da vitima que é da etnia Munduruku embrenharam-se nas matas proximo à sede do municipio para capturar a criminosa. Teria sido  visto uma moto abandonada pela pessoa em fuga que mostra que a fuga estaria sendo por dentro da mata. É claro que a policia está tentando prender a criminosa antes que seja justiçada pelos parentes da vitima.

Informações  dos nomes da criminosa e vitima foram repassadas pelos familiares de Anne, bem como as imagens (fotos) das duas foram confirmadas como sendo autenticas.