RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

terça-feira, 25 de junho de 2013

CONVOCAÇÃO!

SEMPRE ADIANTADO!

Exiba image001.jpg na apresentação de slides
Rubinho, nosso velocíssimo corredor de formula 1, chegando para engrossar as fileiras dos manifestantes em São Paulo. 
________
Encaminhado pelo Bem Humorado Míster JUMM

sexta-feira, 21 de junho de 2013

REBELIÃO EM VISTA

Marco Feliciano ameaça 'rebelião' se governo interferir no projeto 'cura gay'

Com um discurso inflamado, o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, Marco Feliciano (PSC-SP), ameaçou nesta quarta-feira (19) uma rebelião da bancada evangélica --composta por 80 deputados-- caso o governo interfira na votação do projeto conhecido como "cura gay". A mensagem foi dita quando o deputado chegava para uma audiência pública da comissão.

Ao negar que a votação da proposta tenha sido uma provocação às manifestações que tomam as ruas de vários Estados, o deputado disparou ataques a ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos) que prometeu mobilizar o governo para evitar que a proposta avance na Casa.

Feliciano recomendou "juízo para a dona ministra", disse que ela "mexe onde não devia" e recomendou que ela procure a presidente Dilma Rousseff porque "o próximo ano" tem eleições.

O projeto permite a psicólogos oferecer tratamento para a homossexualidade --a chamada "cura gay", segundo os críticos da ideia, e terá que passar por outras duas comissões da Casa. Feliciano nega que a proposta tenha essa linha.

"O governo sempre tenta barrar [projetos]. Isso acontece com todos os projetos, não é somente com esse. É o jogo político", disse. "Queria aproveitar e mandar um recado: dona ministra Maria do Rosário dizer que o governo vai interferir no Legislativo é muito perigoso. É perigoso dona ministra principalmente porque ela mexe com a bancada inteira", afirmou.

Segundo o deputado, a ministra deveria procurar a presidente Dilma Rousseff antes de falar. "A ministra falar que vai colocar toda máquina do governo para impedir um projeto. Acho que ela está mexendo onde não devia, senhora ministra juízo, fale com a sua presidente porque o ano que vem é político", completou.

Em 2010, a campanha presidencial foi para segundo turno, sendo que um dos motivos apontados foi a onda de boatos entre eleitores religiosos contra Dilma.

Ontem, a ministra condenou a votação da matéria na comissão. "O projeto significa um retrocesso na medida em que não reconhece a diversidade sexual como um direito humano. Quando se fala em cura, se fala na verdade que as pessoas estão doentes", disse Rosário. "Somos cientes da responsabilidade de dialogarmos mais para que o projeto não venha a ser aprovado."

Questionado sobre às críticas dos líderes da Casa de que não havia clima para votação da proposta diante dele ser alvo das manifestações, Feliciano desconversou. "Não tem nada a ver com as manifestações. O projeto estava para ser votado há dois anos, e o projeto estava vindo sendo votado há dois meses. Isso é regimental. Críticas fazem parte, um país democrático e funciona assim", disse.
__________
Quarto Poder
Titulo RP

Jacareacanga: MPE e sociedade constroem propostas para melhoria na Transamazônica


Com o objetivo de estabelecer diálogo com a comunidade local, o Ministério Público Estadual através da promotora de justiça Maria Raimunda realizou hoje, 19, uma audiência pública onde discutiu com a população jacareacanguense propostas que visem diminuir o índice de acidentes na rodovia Transamazônica no trecho Jacareacanga/Itaituba e Jacareacanga/Apui-AM
Blog do Gilson Vasconcelos

Jacareacanga: tribunal do júri condena réu a 14 anos de prisão

Exiba IMG_7171.JPG na apresentação de slides
Juiz de Direito Cleytonei Passos
Foi condenado a pena de 14 anos de reclusão inicialmente em regime fechado, o homicida Welinton Ferreira, 26 anos, garimpeiro, residente na 22ª Rua, Bairro Bom Remédio, Itaituba. A sentença foi proferida após 6 horas de julgamento, pelo Juiz Cleytonei Passos, que presidiu o tribunal do júri popular na Comarca de Jacareacanga.
O crime aconteceu na comunidade garimpeira de São José, município de Jacareacanga na noite de 17 de outubro de 2010.  Segundo o que conta nos autos,  Welington Ferreira assassinou com uma paulada na cabeça o também garimpeiro Luiz da Silva, vulgo Doidão.
Exiba IMG_7169.JPG na apresentação de slides
Réu ladeado por um policial e advogado de defesa
De acordo com o depoimento em juízo do assassino, a vítima dias antes do homicídio o havia espancado e na noite do crime ao passar próximo a vítima que estava assentada numa moto, percebeu que a mesma metia a mão na cintura imaginando que Doidão iria puxar uma arma, pegou um pedaço de madeira e desferiu um golpe certeiro na cabeça da vítima. “Depois sai correndo, mas não imaginei que o mesmo viesse morrer. Não bati para matar e me arrependo do que fiz”, disse Welinton Ferreira.
Durante o debate entre acusação e defesa as argumentações para convencer os jurados foram objetivas, uma vez que o réu havia confessado diante dos jurados a autoria do crime. A Promotora de Justiça Maria Raimunda da Silva Tavares defendeu a tese de Homicídio Qualificado a Traição, argumentando que a vitima foi atacada de forma covarde sem nenhuma chance de defesa. “Não tenho o desejo da condenação, mas sim o senso da justiça e fazer justiça nem sempre é condenar”, disse a promotora.
Já o advogado de defesa João Alves apresentou a tese de  Legítima Defesa Putativa. Para ele, o réu tentou se defender de uma provável ameaça, uma vez que o porte físico da vítima era avantajado, causando pânico a Welinton Ferreira. “Se houver culpabilidade que seja por homicídio culposo, quando não há intenção de matar”, disse ao júri o advogado João Alves.
Após reunião em sala fechada os jurados decidiram condenar o réu Welinton Ferreira pela pratica de homicídio qualificado a traição e o juiz Cleytonei Passos arbitrou a sentença em 14 anos de reclusão incialmente em regime fechado, podendo recorrer para regime semiaberto após cumprimento de 2/5 da pena. Welinton Ferreira já cumpriu 2 anos e 7 meses de reclusão.

Texto e fotos

Nonato silva
  

ACORDA SANTARÉM!

A juventude brasileira está indo as ruas das principais cidades para manifestar sua indignação com os desmandos que vem ocorrendo, especialmente nas administrações públicas. “Um exemplo de democracia”.
E o Deputado Dudimar Paxiuba fazendo uso da palavra na Tribuna da Câmara Federal nesta quarta-feira, (19) além de parabenizar a juventude ressaltou “que essa manifestação de rua, nada mais presenta do que a essência da democracia brasileira”.
“Quero registrar senhores deputados, que lá no meu Estado do Pará, Santarém também vai acordar. A juventude vai para as ruas neste dia 20 de junho às 17h00min. A concentração será na Praça São Sebastião”. Da tribuna da Câmara, Dudimar Paxiuba convidou a juventude, bem como toda a população de Santarém para ir as ruas nesta quinta-feira a tarde.
No inicio da semana o parlamentar itaitubense já havia comentado no blog do amigo Jeso Carneiro que “o ACORDA SANTAREM desperte também o amor, carinho e orgulho que esse povo santareno, cordato e trabalhador, sempre nutriu pelo belo RIO TAPAJÓS que corta quase que a totalidade dos limites de seu município. Nesse perímetro, o Tapajós se encontra aceitavelmente preservado e protegido. Entretanto, tomando o rumo de suas nascentes, adentrando pelos municípios de Itaituba e Jacareacanga, não se pode dizer a mesma coisa. Rio acima, a destruição segue a uma velocidade galopante que pode em curto espaço de tempo comprometer todo seu ecossistema, inclusive inviabilizando o desfrute das belezas naturais paradisíacas de Alter do Chão.
Pensem nisso, amigas e amigos santarenos, e ajude-me a lutar contra essa inaceitável degradação ambiental. Sucesso!
Que a manifestação transcorra na mais perfeita harmonia e de forma pacífica, com respeito a integridade física da população e do patrimônio público e privado. Com afetuoso abraço a todos residentes nessa querida cidade de Santarém, que aprendi tanto a admirar.
Lucio Freire

Brasilia, DF

DUDIMAR DISCURSA REGRAS PARA EXLORAÇÃO MINERAL

O governo Federal anunciou novas regras para a exploração de minérios no país. O novo código de mineração que deve ser apreciado pelo Congresso Nacional está em discussão há cerca de cinco anos e deve substituir as regras atuais, que são de 1967.
O Deputado Dudimar Paxiuba (PSDB/PA) usou a tribuna da Câmara Federal para comentar sobre as mudanças na legislação mineral brasileira que deverá estabelecer novos critérios para a cobrança da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem), que é o royalty que incide sobre o minério extraído. Também estão previstas licitações para a exploração das jazidas que, hoje, têm apenas autorizações.
“Essa novas disposições visam criar condições para que a pesquisa, exploração e a comercialização de bens minerais representem atividades mais eficientes rentáveis e competitivas, assegurando mais retorno a sociedade”. Disse Dudimar Paxiuba.
São várias as alterações que vão desde a compensação financeira pela exploração de recursos minerais, “que é uma espécie de royalties da mineração”. Com a alteração a CEFEM passará a incidir sobre a receita bruta das empresas e não mais sobre a receita liquida com aumento da alíquota máxima para 4% e limitando a mínima em ½%. As alíquotas serão específicas para cada bem mineral deferidas a regulamentos.
“O executivo propõe ainda a criação do Conselho Nacional de Politica Mineral e a extinção do Departamento Nacional de Produção Mineral-DNPM, para o surgimento da Agencia Nacional de Mineração, autarquia com autonomia administrativa e financeira vinculada ao Ministério de Minas e Energia que será responsável pela regulação, gestão de informações e fiscalização do setor”.
Para o Deputado Dudimar Paxiuba “é importante ressaltar que a legalização do marco regulatório do setor mineral depende da apreciação do Congresso Nacional, posto que o código mineral atual está comprovadamente desatualizado e obsoleto em virtude de ter sido editado em 1967”. Nesse período o setor mineral sofreu marcantes transformações e a legislação atual está em descompasso com a realidade das atividades minerais.
O parlamentar paraense afirmou que estará disposição dos lideres do setor, “principalmente do Estado do Pará, mormente os vinculados a extração mineral na área garimpeira da região do Tapajós, sem dúvida , a região que mais produz ouro no Brasil e que precisa em caráter de urgência continuar desenvolvendo suas atividades com a observância a legislação em respeito ao meio ambiente”.
Lúcio Freire

Brasília

segunda-feira, 17 de junho de 2013

CARROS MAIS VENDIDOS NO BRASIL

gol2009


Mesmo com 1.350 opções de automóveis, 42% das vendas deles são dominados por 10 marcas. De janeiro a maio foram vendidos no país 1,406 milhão de veículos desse segmento
 
Por ordem, os carros mais vendidos no País em 2013 foram:
 

1º) Gol – 98.813 unidades;
2º) Uno – 80.180;
3º) Palio – 76.652;
4º) HB20 – 53.430;
5º) Fox – 53.362;
6º) Strada – 50.256;
7º) Onix – 48.779;
8º) Siena – 46.380;
9º) Fiesta – 41.618
10º) Voyage – 41.541.


Fonte: Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), via Estadão Online.

RECEITA FEDERAL DEVOLVE!





A Receita Federal libera hoje, na rede bancária, o dinheiro do primeiro lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2013 (IRPF).
A consulta está disponível desde o último dia 10 no site do órgão (www.receita.fazenda.gov.br), por telefone (146, opção 3) ou no aplicativo para smartphones e tablets (com sistemas Android ou iOS). Em valor, o total do primeiro lote é recorde, informa a Receita. No País, serão pagos R$ 2,8 bilhões no lote multiexercício, para 1,99 milhão de contribuintes - valor considerado o maior da história e corrigido em 1,6%. 
A supervisora de IRPF no Pará, Luiza Maria Pinto, informou que no Estado serão pagos R$ 67,3 milhões para 37.529 contribuintes neste primeiro lote. Também serão liberados lotes residuais de declarações dos últimos cinco anos, que estavam na malha fina.
"Não foi somente um número bastante elevado em termos nacionais, no Pará, o valor também é considerado alto, R$ 67.306.664.47. O meio mais rápido de consulta é pelo site", afirma Luiza Maria.

ÍNDIOS MUNDURUKU APRENDEM A BENEFICIAR ÓLEO DE COPAÍBA


JACAREACANGA NÃO TEM UM PEDAÇO DE CHÃO DOCUMENTADO PELO INCRA.

Jacareacanga no sudoeste do Pará
“90% cento do município de Jacareacanga é indígena, flona , parque ou área militar”

O desabafo foi do prefeito do município de Jacareacanga,Raulien Queiroz, quando na reunião com a presença do Superintendente no INCRA na Região, Luiz Bacelar , do Deputado Federal José Priante e do Superintendente do DNPM no Pará, João Bosco a Itaituba no ultimo Sábado. O prefeito Raulien Queiroz disse que o seu município, Jacareacanga, tem uma área de 53mil 360 km2  (Cinqüenta e Três Trezentos e Sessenta Quilômetros Quadrados) de extensão e destes, quase 52 mil Km2, são Parque Nacional,Floresta Nacional, Reserva Militar e a maior parte é Reserva Indígena.

O que sobra de terra para projetos de desenvolvimento do município é um pouco mais de 2 mil Km2 e nesta área não existe um pedaço documentado, o que dificulta ainda mais investimentos no município de Jacareacanga.

O prefeito Raulien Queiroz fez um apelo ao Deputado Federal, José Priante e ao Superintendente do INCRA, Luiz Bacelar, para que olhe com mais atenção a situação de Jacareacanga, pois precisamos de estradas vicinais e documentar as terras ocupadas há anos por agricultores e pequenos criadores de gado, afim de que com o titulo de terra, nossos  agricultores e pequenos criadores de gado possam fazer empréstimos nos bancos e melhorar suas produções,  porque hoje Jacareacanga 90% depende dos garimpos. 

Ao superintendente do DNPM, João Bosco, o prefeito pediu para que sejam legalizados os garimpos no seu município, através de uma força tarefa Estado e União  (SEMA e DNPM)
---------
Reproduzido do Portal Buré

domingo, 16 de junho de 2013

DISTRITO SANITÁRIO INDIGENA DO TAPAJÓS FAZ PRESTAÇÃO DE CONTAS


Secretaria Especial de Saúde Indígena - SESAI
Distrito Sanitário Especial Indígena Rio Tapajós
                                    
RELATÓRIO DE ATIVIDADES REALIZADAS PELO DSEI RIO TAPAJÓS
Tendo em vista que o Distrito Sanitário Especial Indígena Rio Tapajós busca trabalhar de forma transparente, este relatório visa descrever as atividades realizadas, com o objetivo de mantê-los informados. Segue abaixo, a relação das obras comtempladas para o ano de 2013, nos municípios de Itaituba de Jacareacanga, relação dos equipamentos e materiais enviados aos Polos Base e Aldeias, e anexo, relação dos Testes Rápidos enviados aos Polos Base, para o atendimento da população indígena.
·         Serviço de Edificações e Saneamento Ambiental Indígena – DSEI Rio Tapajós
Orçamento disponibilizado para o DSEI - Rio Tapajós
- Saneamento R$ 1.322.007,82
- Edificações R$ 4.166.852,21

Construção de PB de Nova Karapanatuba (Jacareacanga).
Valor estimado de R$ 750.000.00
Descrição
Equipe do SESANI está finalizando os projetos complementares.

Construção de PB Praia do Índio (Itaituba).
Valor Estimado em R$ 500.000.00
Descrição
Próxima semana o engenheiro estará em Belém para verificação e retorno dos projetos que estão na ANVISA/PA.

Construção de PB Missão São Francisco (Jacareacanga)
Valor Descentralizado ao DSEI de R$ 942.345.54
Descrição
Nota de Crédito nº 2476, o DSEI irá lançar Edital.

Construção da CASAI Jacareacanga (Jacareacanga)
Solicitada a Descentralização para o DSEI de R$ 2.916.852,21
Descrição
Assim que o Fundo disponibilizar o recurso ao DSEI o Edital será lançado.

Construção do PS Teles Pires.
                                                                                      Descrição
A Funasa rescindiu o contrato, o processo já está no DSEI e a equipe do SESANI realizou visita técnica na Aldeia Teles Pires, no dia 03/06/2013, está sendo realizada a análise e atualização do projeto e planilha orçamentária para posterior envio à SESAI/Brasília, para análise.
Reforma/ Ampliação do SAA Missão São Francisco
Solicitada a descentralização para o DSEI de R$ 370.000,00
                                                                                     Descrição
Assim que o fundo disponibilizar o recurso ao DSEI o edital será lançado.

Aluguel da CASAI Santarém
Enviado ao Município de Santarém uma equipe do DSEI, para análise de imóveis para a locação.

·         Almoxarifado
Relação dos equipamentos e materiais que foram enviados aos Polos Base e Aldeias, com o objetivo de melhorar assistência à saúde dos povos indígenas.

Polo Base Santa Maria
01- Microcomputador LENOVO completo Modelo 3209F6P nº L1CA7TZ
01- Monitor LENOVO Modelo 4425HC1 nº VH26456
01- Impressora Multifuncional SAMSUMG modelo SCX 4833 FD n ° Z5M2BJDC90006J
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Suporte para soro esmaltado
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes. 12 volts nº W0310395

Polo Base Missão
01- Microcomputador LENOVO completo Modelo 3209F6P nº L1CA81X
01- Monitor LENOVO Modelo 4425HC1 nº VH26472
01- Impressora Multifuncional SAMSUMG modelo SCX 4833 FD n ° Z5M2BJDC90006J
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Suporte para soro esmaltado
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes. 12 volts nº W0310395

Polo Base Waro Apompo
01-Microcomputador LENOVO completo Modelo 3209F6P nº L1CA7HT
01- Monitor LENOVO Modelo 4425HC1 nº VH26035
01- Impressora Multifuncional SAMSUMG modelo SCX 4833 FD n ° Z5M2BJDC90006E
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01 Suporte para soro esmaltado
01 Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola

Polo Base Teles Pires
01- Microcomputador LENOVO completo Modelo 3209F6P nº L1CA7AG
01- Monitor LENOVO Modelo 4425HC1 nº VH26475
01- Impressora Multifuncional SAMSUMG modelo SCX 4833 FD n ° Z5M2BJDC9000DN
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Suporte para soro esmaltado
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes. 12 volts nº W0310395
01-Balança digital


Polo Base Restinga
01- Microcomputador LENOVO completo Modelo 3209F6P nº L1CA783
01- Monitor LENOVO Modelo 4425HC1 nº VH26469
01- Impressora Multifuncional SAMSUMG modelo SCX 4833 FD n ° Z5M2BJDC90001F                                                                                                                                               
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Suporte para soro esmaltado
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes. 12 volts nº W0310385

Polo Base Katõ
01- Microcomputador LENOVO completo Modelo 3209F6P nº L1CA7N3
01- Monitor LENOVO Modelo 4425HC1 nº VH26593
01- Impressora Multifuncional SAMSUMG modelo SCX 4833 FD n ° Z5M2BJDC9000EF                                                                                                                                               
01- Balança BALMARK 140 kg
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01 Suporte para soro esmaltado
01 Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Balança digital

Polo Base Sai Cinza
01- Microcomputador LENOVO completo Modelo 3209F6P nº L1CA83D
01- Monitor LENOVO Modelo 4425HC1 nº VH26594
01- Impressora Multifuncional SAMSUMG modelo SCX 4833 FD n ° Z5M2BJDC900063                                                                                                                                               
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes 12 volts nº W0310385

Polo Base Rio das Tropas
01- Microcomputador LENOVO completo Modelo 3209F6P nº L1CA7KN
01- Monitor LENOVO Modelo 4425HC1 nº VH26480
01- Impressora Multifuncional SAMSUMG modelo SCX 4833 FD n ° Z5M2BJDC900060                                                                                                                                               
01- Balança BALMARK antopométrica 140 kg
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes 12 volts nº 0310395

Polo Base Karapanatuba
01- Microcomputador LENOVO completo Modelo 3209F6P nº L1CA7ZN
01- Monitor LENOVO Modelo 4425HC1 nº VH26470
01- Impressora Multifuncional SAMSUMG modelo SCX 4833 FD n ° Z5M2BJDC900009                                                                                                                                               
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 Amperes 12 volts nº W0410385

Aldeia Muiusu Cururu
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes 12 volts nº 0410385

Aldeia Wareri do Rio Wareri
01- Balança tipo mola modelo 210 GA patrim. 119571 nº 14198
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes 12 volts nº W0310385

Aldeia Bananal Rio Cururu
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Short para balança tipo mola

Aldeia Missão Velha do Rio Cururu
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes 12 volts nº W0410385

Aldeia Paratakti do Rio Cururu
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes 12 volts nº W0410385

Aldeia Caroçal do Rio Cururu
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes 12 volts nº W0310395

Aldeia Anipiri do Rio Anipiri
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01 Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes 12 volts nº 0310385
Aldeia Traíra do Rio Tapajós
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola

 Aldeia Muiusuzão do Rio Muiusuzão
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01 Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola

Aldeia Kaburua
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes 12 volts nº W0310395

Aldeia Briribá do Rio Kabitutu
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes 12 volts nº W0310395
01-Balança digital

Aldeia Patawazal do Rio Cururu
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes 12 volts nº W0310385

Aldeia Samaúma do Rio Tapajós
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola

Aldeia Bananal do Rio das Tropas
01- Balança BALMARK Antropométrica de 140 kg
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Short para balança tipo mola da SESAI

Aldeia Boca do Rio das Tropas
01- Balança BALMARK Antropométrica de 140 kg
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola
01- Bateria ELETRAN 80 amperes 12 volts nº W0310385

Aldeia Piquiarana
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola

Aldeia Prainha
01- Balança tipo mola modelo 210 GA
01- Rede para balança tipo mola
01- Short para balança tipo mola

Aldeia Primavera Rio Tapajós
01- Bateria ELETRAN 80 amperes 12 volts nº W0410395

Aldeia Mizaranha do Rio Anipiri
01 bateria ELETRAN 80 ampres 12 volts nº W0310395

Aldeia Ariramba Rio Cadiriri
01- Bateria ELETRAN 80 ampres 12 volts nº W0310395

Aldeia Bom Futuro do Teles Pires
01- Bateria ELETRAN 80 ampres 12 volts nº W0310385

Aldeia Vila Nova Rio das Tropas
01- Bateria ELETRAN 80 amperes 12 volts nº W0310395

Aldeia Nova Esperança Rio das Tropas
01- Bateria ELETRAN 80 ampres 12 volts nº W0310385 
__________
Remendo RP 
A promoção de saúde indigena que ainda não está um primor, encontra-se a passos largos para que isso aconteça,  graças ao esforço conjunto da equipe comandada pela enfermeira  Cleidiane em Itaituba. Interessante declarar que quem mais atrapalha a promoção de saúde propriamente dita são os generais da SESAI em Brasilia.
Ta faltando pelo que se vê maior apoio para o Damião em resolver o problema de superlotação na Casai de Jacareacanga. Tem que ser arrumado um espaço maior para resolver de vez o problema, enquanto a burocracia, e a politicagem perversa de Brasilia, impede a construção de uma espaço adequado tão sonhado, tão prometido e nunca edificado.

Sem ter medo de errar , hoje a saúde indigena  está caminhando melhor com a Enferneira  Cleidiane e sua equipe que tambem encontra pedras de tropeços pelo caminho mal aplainado.