RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Moradores queimam prédios públicos em protesto no sul do AM

Grupo da cidade de Humaitá incendiou prédios, carros e um barco após o
 desaparecimento de três pessoas. Eles culpam indígenas pelo sumiço.
Um grupo de moradores da cidade de Humaitá, no sul do Amazonas, incendiou prédios públicos, carros e um barco, na noite de quarta-feira (25). Foi o auge de um clima de tensão que tem se agravado desde o início do mês.
A cidade de Humaitá fica a 700 quilômetros de Manaus. No dia 2de dezembro, o cacique Ivan Tenharim foi encontrado atropelado na Rodovia Transamazônica. Ele morreu no hospital no dia seguinte. Os índios dizem que ele foi atropelado. A polícia afirma que Ivan estava embriagado e caiu na estrada.
Quase duas semanas depois, três moradores da cidade desapareceram quando passavam de carro num pedágio, perto da aldeia indígena Tenharim. Os moradores acusam os índios de sequestro.
“Temos cinco testemunhas que viram o carro, logo após o sumiço dessas pessoas, viram indígenas empurrando um carro preto, onde estavam essas pessoas, para a margem da rodovia”, afirma Carlos Manuel Gaya, superintendente da Polícia Federal.
Amigos e parentes dos desaparecidos exigem que a polícia procure por eles na aldeia. E, na noite de quarta-feira (25), atearam fogo nos prédios da Funai e da Funasa.
Também foram queimados 13 carros da Funai, três motos e um barco que era usado para levar mantimentos pra aldeia Tenharim. Um prejuízo de mais de R$ 2 milhões.
Por causa do clima de tensão que tomou conta da cidade, os índios que estavam em Humaitáforam levados pro Batalhão do Exército pra garantir a integridade física deles. Já que, de acordo com a polícia, eles correm o risco de serem agredidos pelos manifestantes.
“A Funai acorreu ao batalhão e solicitou a ação do Exército para proteger a integridade desses indígenas”, disse Márcio Antonio do Prado, Coronel do Exército.
Ao todo 146 índios estão refugiados no batalhão. Eles negam que tenham sequestrado os três moradores.
“Estão culpando a nós, inocentemente, isso dói muito para nós”, declarou Rosinho Tenharim, líder da aldeia Tenharim.
A Superintendência da Polícia Federal em Rondônia diz que não tem pessoal suficiente para fazer as buscas dos três moradores na reserva indígena. Uma força-tarefa com Polícia Federal, Exército e Aeronáutica está sendo montada, para procurar os desaparecidos. E tentar restabelecer a paz na região.

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Internautas confiam em Anderson Silva


Internautas confiam em Anderson Silva (Foto: Divulgação/ Site Oficial do UFC)
(Foto: Divulgação/ Site Oficial do UFC)


Se depender dos internautas que acompanham o DOL, o lutador brasileiro Anderson Silva retoma na cidade de Las Vegas o título de número 1 do mundo, no próximo sábado (28), contra o algoz Chris Weidman, de quem perdeu o cinturão da categoria meio pesado.

De acordo com o resultado parcial da enquete do "DOL Quer Saber", o Spider, como Silva é conhecido, terá uma luta relativamente fácil.

Para 57.80% dos internautas, Anderson Silva deve vencer o confronto por nocaute. Outros 9.40% dos palpites são de que o brasileiro vencerá por finalização. Apenas 5.96% dos que votaram acreditam em uma vitória por pontos.
Na mesma pesquisa também há votação sobre as chances  do adversário do brasileiro. Para 15.60% dos leitores, Chris Weidman vence por nocaute, outros 6.19% acreditam em uma finalização e 5.05% acham que Anderson será derrotado por pontos.

  A pesquisa continua e você pode dar sua opinião.

O DOL quer saber: quem vencerá a revanche entre Anderson Silva e Chris Weidman no UFC 168? Opine aqui e vote na enquete na home page do DOL.
(DOL)

CLIMA TENSO NAS REGIÕES DE APUI E HUMAITÁ - INDIOS EM PÉ DE GUERRA

  • Abaixo transcrevo informações do G1              =Batalhão de Choque é acionado para conter protestos em Humaitá
  • ... do Amazonas enviou um efetivo de 30 policiais do Batalhão de Choque a Humaitá, na manhã desta quinta-feira (26), para evitar novos... tumultos. Um grupo chegou a atear fogo em carros, em um barco, e nas sedes da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da Fundação...
  • Grupo ateia fogo em carros da Funai e acusa índios de fazer ref...
    JAM há 1 hora
    02:13
    ...Protesto ocorreu após desaparecimento de homens na Transamazônica. Grupo teria sido visto pela última vez na aldeia deíndios da etnia Tenharim....
  • Grupo ateia fogo em carros da Funai e acusa índios de fazer ref...
    G1 há 10 horas
    ... Nacional do Índio (Funai) e da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) de Humaitá. O grupo de desaparecidos teria sido visto pela.../Eletrobras Amazonas Energia) Indígenas da etnia Tenharim, que estavam abrigados na Casa do Índio de Humaitá, foram escoltados...
  • Após desaparecimentos, carros da Funai são incendiados no AM
    AMAZONAS TV há 7 horas
    00:47
    ...Os manifestantes atearam fogo em pelo menos três carros e nas sedes da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) de Humaitá....
  • Três pessoas estão desaparecidas no sul do Amazonas há dez dias
    JORNAL HOJE há 8 horas
    01:07
    ...Elas desapareceram em Humaitá. Na noite desta quarta (25), houve confronto entre a polícia e os moradores. Treze carros, um barco...
  • Carros, barco e prédio da Funai e da Funasa são incendiados no ...
    BOM DIA BRASIL há 13 horas
    00:24
    ...Dez carros, um barco e um prédio da Funai e da Funasa foram incendiados no município de Humaitá, no sul do Amazonas. Os m...
  • Após desaparecimentos, carros da Funai são incendiados no AM
    BOM DIA AMAZÔNIA há 10 horas
    00:34
    ...Os manifestantes atearam fogo em pelo menos três carros e nas sedes da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) de Humaitá....
  • Moradores queimam prédios públicos em protesto no sul do AM
    JORNAL NACIONAL há 1 hora
    ...   Um grupo de moradores da cidade de Humaitá, no sul do Amazonasx, incendiou prédios públicos, carros e um barco..., na noite de quarta-feira (25). Foi o auge de um clima de tensão que tem se agravado desde o início do mês. A cidade de Humaitá fica...
  • PF reforça buscas em reserva indígena situada na divisa de RO e...
    G1 há 5 horas
    ... em depoimento que 40 índios foram vistos empurrando o carro em que os três desaparecidos viajavam, na BR-230. Segundo informações da PF... a um pedágio cobrado pelos índios na região, fato considerado um foco de tensão permanente. A polícia informou que os índios não facilitam...
  • Polícia Federal de RO organiza resgate de desaparecidos em rese...
    G1 há 1 dia
    ... os três homens desaparecidos, há nove dias, dentro de uma reserva indígena, de acordo com a PF, em Humaitá (AM), que fica na divisa... entre Rondônia e o Amazonas. Os índiosnegam que estejam fazendo as três pessoas de reféns. De acordo com o superintendente...
  • 19/12/2013 14h49 - Atualizado em 19/12/2013 18h22

    No AM, PF faz buscas por 5 pessoas desaparecidas na Transamazônica

    Grupo seguia de carro pela Rodovia e foi visto em reserva indígena. 
    Funcionário da Eletrobrás e mais quatro pessoas integram grupo.

    Adneison SeverianoDo G1 AM
    Comente agora
    Eletrobras divulgou foto do funcionário Aldeney Ribeiro Salvador (Foto: Divulgação/Eletrobras Amazonas Energia)Eletrobras divulgou foto do funcionário Aldeney
    Ribeiro Salvador
    (Foto: Divulgação/Eletrobras Amazonas Energia)
    A Polícia Federal (PF) realiza buscas por cinco pessoas desaparecidas em uma região do km 85 da BR-230 (Rodovia Transamazônica). O grupo teria sido visto pela última vez na aldeia de índios da etnia Tenharim. A área fica em trecho situado entre os municípios amazonenses de Humaitá e Manicoré. Um dos desaparecidos, Aldeney Ribeiro Salvador, é funcionário da Eletrobras Amazonas Energia. Ele atua na Agência do Distrito de Santo Antônio do Matupi, em Manicoré. A Fundação Nacional do Índio (Funai) informou que vai apurar o caso.
    De acordo com a Superintendência da Polícia Federal no estado, a área faz parte da jurisdição da PF de Rondônia e equipes foram acionadas para o trabalho de buscas. Ao G1, a Superintendência da PF/RO confirmou o desaparecimento do grupo na reserva indígena.

    "Uma equipe da Polícia Federal seguiu para realizar buscas na área, mas ainda não temos informações sobre os desaparecidos, se estão sendo reféns, se foram mortos ou perdidos na aldeia. Aguardamos contato da equipe para divulgar detalhes do caso", disse assessoria de comunicação da PF/RO.

    O titular da Delegacia da Polícia Civil do Amazonas em Humaitá, Oswaldo Amaury, disse que recebeu denúncia do desaparecimento, mas, por se tratar de área indígena, somente a Polícia Federal pode investigar o caso. "A Polícia Militar foi até a aldeia, conversou com índios, mas eles disseram que não viram a caminhonete do grupo. Os índios da etnia Tenharim são pacíficos", comentou o delegado.

    A Eletrobras Amazonas Energia comunicou que o funcionário Aldeney Ribeiro Salvador foi visto pela última vez na segunda-feira (16) quando retornava da cidade de Humaitá para o Distrito de Santo Antônio de Matupi, em um veículo de cor preta, de placas ainda não identificadas, na companhia de outras quatro pessoas. "Segundo informações preliminares, o carro adentrou na reserva indígena da tribo Tenharim, na BR-230 (Transamazônica), no quilômetro 85", divulgou a Eletrobras Amazonas Energia. A concessionária informou que está adotando medidas cabíveis e mantendo contato com a família do colaborador desaparecido.
    Ao G1, a Funai afirmou que até o momento o grupo consta como desaparecido, por não haver nenhum indício de que eles possam ter sido mortos. O órgão salientou ainda que não existem suspeitas de relação do desaparecimento com a morte recente do cacique Ivan Tenharim, desta etnia.
  • ____Remendo RP  Recebi um telefonema de Apui estado do Amazonas da parte do médico Dr. Paulo que mostra-se preocupado com a dificílima situação por qual passam diversas pessoas  estabelecidas entre Sucunduri - Apui - Km 180 e Humaitá devido a situação caótica criada com litígios entre indígenas Tenharim motivado inicialmente pelo atropelamento e morte de um indígena na Rodovia Tranzamazonica  trecho que corta a Terra Indigena, e que segundo informações que recebeu o médico Jacareacanguense em Apui e nos repassou, os indigenas "justiçaram" os atropeladores que seguiam em um carro trucidando-os com  motosserrasdesencadeando por consequência reação violenta da população. A informação tambem dá conta que mais de uma centena de indígenas estariam presos na cidade de Humaitá. Para agravar mais a situação, surgiu boataria em Humaitá que os Indios Tenharim  pediram ajuda dos parentes Munduruku para se deslocarem do Alto Tapajós através da Transamazônica. O prefeito de Apui determinou que a balsa que faz a travessia de carros e passageiros no povoado denominado Sucunduri  suspendesse  suas atividades prevenindo a passagem de guerreiros Munduruku. Fortes comentários dizem tambem que muitos populares de Apui estariam se armando para impedirem que os Tenharim recebam apoio dos Munduruku, ja que   os problemas ficariam fora de controle. Segundo o informante populares estão  organizado resistência contra os indígenas.
  • Sobre o deslocamento de indígenas Munduruku para a área de conflito que dista mais de 500 km da sede de Jacareacanga, isso não se sustenta vez que trabalhei muito tempo com esse povo, mesmo conhecendo o espirito guerreiro desse grupo tribal,  não ha motivação para isso. Então qualquer comentário a respeito não foge de mera especulação, que infelizmente serve apenas para levar pânico ás pessoas que tanto necessitam de tranquilidade. No momento  em que recebi a comunicação do Dr. Paulo, encontrava-se em minha residencia uma liderança indígena que sequer sabia dos problemas e descartou qualquer seriedade no assunto ora em propagação.


SOCORRRRROOOOO!!!!! TA FALTANDO CANDIDATO AÍ

Shot003
FONTE: Blog do Bacana
No Blog do Norton
s
Continue fumando amiguinha, pois...
a vontade é sua... as poucas rugas são suas... o dinheiro é seu
...o pulmão ERA seu. 

domingo, 22 de dezembro de 2013

NATAL SEM MINHA MÃE


Mais um ano se encerrando
Para uns, um ano de vitórias
Para outros de tristezas
E ainda outros contam varias histórias
Que no turbilhão da luta incessante
Apontam derrotas e glórias
 
Para mim foi de tristezas
Pois,  perdi minha mãe amada
Sua matéria física repousa inerte
E na vida seguimos nova estrada
Sem a companhia  de minha Santa
É mais dura e longa a jornada
 
Seu espírito repousa na Graça do Senhor
Junto com nosso querido pai
A dor da saudade sempre invade
E de minha vida nunca sai
É imensa essa dor de verdade
É dor profunda que vem e que vai
 
Feliz Natal para você
Que ainda tem sua mãe querida
Quem não tem mais essa rainha na terra
O Natal é uma festa comovida
É o nascimento de Jesus Cristo
Mas, se sublima de tristeza,  dor e agonia.
 
Ja em alguns natais estou sem  minha mãe
e para todo o fim
Você que ainda tem sua mãezinha
Faça um pequeno favor por mim
No dia de natal a beije com doçura
Será muito infeliz quem não agir assim
 
Toda mãe merece veneração
Mãe de doutor,
Pintor,
Lavador,
Corredor,
Soldador,
Carregador,
Aviador,
Vendedor
Coletor de dinheiro
Até pedreiro,
Maconheiro,
Engenheiro,
Macumbeiro
Pasteleiro
Cabeleleiro
Tintureiro,
Açougueiro,
Carpinteiro,
Marceneiro vigarista,
Também eletricista,
Motorista,
Taxista,
Artista,
Comunista,
Humorista,
Humanista,
correntista,
contorcionista por um triz,
imperatriz,
embaixatriz
e até meretriz de soldado
tem mãe, lésbica ou viado
também político safado,
que vivem roubando a nação
esses sim que deveriam morrer
para aprenderem a sofrer…
como dói um coração
de um filho que não tem mãe.
 
Na hora da comemoração
No momento do resplandecer
Beije sua amada mãe no rosto
E Graças a Deus sempre dê
E diga minha amada mãe
Beijo você por todos aqueles
Que precisam de uma mãe como você.

Para voce meu contato, que me alegra, entristece, me afaga, me afoga, me enlaça, me laça, me prende, repreende, me enlouquece, me esquece. Para vocês irmãos biológicos, Maçons, amigos, parentes, agregados, simpatizantes, cotizantes de amor no meu coração; para todos vocês meu sincero desejo imenso de Feliz Natal e prospero ano novo, repleto de realizações. Você que de uma forma ou de outra colocou em toda minha vida, ou em parte dela, luz de afeição; obrigado! e a partir do primeiro de Janeiro o Grande Arquiteto do Universo, te recompensará por toda essa dedicação.
Paz e bem!
Walter Tertulino

UM NATAL DO PERU PARA TODOS

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

NORDESTE INDEPENDENTE


Os políticos, os homens do poder esses que deveriam resolver, se empenhar em resolver e solucionar  os problemas sérios e definitivos de nosso país, permanecem em Brasília nos gabinetes e quando se aproximam os anos das eleições eles saem de Brasília vão lá... eles pegam avião vão lá no Nordeste sobrevoam a região e certificam que há seca realmente no Nordeste e entra ano sai ano nada vem e o sertão continua a Deus dará. Então diante dessas circunstâncias todas é que o poeta popular já está fazendo musicas, coisas engraçadas evidentemente, mas mais ou menos assim             “IMAGINA O BRASIL SER DIVIDIDO E O NORDESTE FICAR INDEPENDENTRE”
 
Já que existe no sul esse conceito
Que o nordeste é ruim seco e ingrato
Já que existe  a separação de fato
É preciso torná-la de direito
Quando um dia qualquer, isso for feito
Todos dois vão lucrar imensamente
Começando a vida diferente
Da que a gente até hoje tem vivido
Imagina o Brasil ser dividido
E o nordeste ficar independente

Dividindo a partir de Salvador
O nordeste  seria outro País
Vigoroso, leal rico e feliz.
Sem dever a ninguém no exterior
jangadeiro seria o senador
o Cassaco de Roça era o suplente
Cantador de viola o presidente
O vaqueiro era o líder do partido
Imagina o Brasil ser dividido
E o nordeste ficar independente

Em Recife o distrito industrial
O idioma ia ser o nordestinense
A Bandeira de renda cearense
Asa Branca era o hino nacional
O folheto era  símbolo oficial
A moeda o tostão de antigamente
Conselheiro seria o inconfidente
Lampião o herói inesquecido  
Imagina o Brasil ser dividido
E o nordeste ficar independente

O Brasil ia ter de importar
Do nordeste algodão cana e caju
Carnaúba, laranja, babaçu
Abacaxi e o sal de cozinhar
O arroz o agave do lugar
O petróleo, a cebola o aguardente
O nordeste é autossuficiente
O seu lucro seria garantido
Imagina o Brasil ser dividido
E o nordeste ficar independente

Se isso aí se tornar realidade
E alguém do Brasil nos visitar
Nesse nosso pais vai encontrar
Confiança, respeito e amizade
Tem o pão repartido na metade
Tem o prato na mesa a cama quente
Brasileiro será irmão da gente
Vai pra la que será bem recebido
Imagina o Brasil ser dividid
E o nordeste ficar independente

Eu não quero com isso que vocês
Imaginem que tento ser grosseiro
Pois se lembrem que  o povo brasileiro
é amigo do povo português 
se um dia a separação se fez
Todos dois se respeitam no presente
Se isso aí já deu certo antigamente
Nesse exemplo concreto e conhecido
Imagina o Brasil ser dividido
E o nordeste ficar independente.

Nem a queda tira alegria de Aduba

Nem a queda tira alegria de Aduba (Foto: Reprodução/Vasco)
(Foto: Reprodução/Vasco)
Um jovem que morava em Monte Dourado (AP) recebeu um presente do seu padrinho: morar em Belém. Jucimar Lima Pacheco, o Abuda, chegou ao estado do Pará para atuar no Carajás. Duas semanas depois o Paysandu se interessou pelo jogador e chamou o menino, de apenas 14 anos, para jogar nas categorias de base. “Joguei com o Ganso e fiz minha base toda no Papão, mas não me deram muito valor e eu sempre lutava por um contrato, para que o clube me ajudasse no ônibus, mas nunca deu certo”, contou o jogador.
Após três anos no time alviceleste, o volante conseguiu finalmente um contrato na Tuna Luso Brasileira. “Fiquei apenas três meses na equipe e pedi a rescisão, fui tentar a sorte em São Paulo”, disse. Logo que chegou, em 2009, o jogador emplacou um contrato com a Associação Ferroviária de Esportes, de Araraquara, onde passou três anos e meio. Em seguida, Aduba foi para o sertão para defender o Petrolina, de Pernambuco. “Joguei a segunda divisão do Pernambucano, em seguida fui para Porto Alegre, onde me destaquei no Esporte Clube Cruzeiro e o Vasco me comprou”, lembrou.
O atleta foi em 2012 para o time carioca, onde passou seis meses treinando e teve sua estreia 17 de Novembro de 2012 contra a equipe do Coritiba no Campeonato Brasileiro da Série A. Tudo bem que o Vasco caiu para a segunda divisão do Brasileirão em 2013, mas para o jogador que veio do Norte do país nem a queda pode ser considerada uma derrota para a sua carreira. “Esse ano particularmente foi de benções, agora no final houve a queda, mas isso acontece em qualquer time se não tem planejamento. Aí pagamos um preço alto, ninguém queria cair e todo mundo ainda está sentido ainda. Agora é levantar a cabeça. Mas eu não tenho o que reclamar, sair de uma cidade pequena e só de está em um time grande  e poder mostrar meu trabalho já é um sonho realizado”, contou Aduba.
Os times precisam dar mais oportunidade para os jogadores da casa, para os paraenses. Existem muitos garotos que saem cedo daqui, sem oportunidade. Os times preferem trazer jogador de nome que vem de fora, ai eles vem para cá cheio de expectativas e acabam não rendendo nada, e a garotada sempre querendo mostrar o seu valor. Eu acho que é mais ou menos isso que acontece aqui. Ainda tem a torcida, que sofre muito com isso. Remo e Paysandu não merecem está nessa situação”, avaliou atleta que tem contrato até 2014 com o time carioca.
(Bruna Dias/DOL)