RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

GENTE DE JÁDER BARBALHO

DECRETADA INDISPONIBILIDADE DE BENS DE DOMINGOS JUVENIL E IDEAL TURISMO
Decisão do juiz Marco Antônio Castelo Branco acatou denúncia do Ministério Público que aponta irregularidades na condução de licitação para contratação de agência de viagens.
O juiz Marco Antonio Castelo Branco, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Belém, decretou cautelarmente a indisponibilidade de bens de Domingos Juvenil Nunes de Souza, Sérgio Duboc Moreira, Jorge Luís Feitosa Pereira, Raul Nilo Guimarães Velasco, Débora Jaques da Silva Cardoso, Françoise Marie de Almeida Cavalcante, Maria de Nazaré Guimarães Rolim; Alta Empreendimentos Turísticos Ltda – EPP (empresa de pequeno porte), cujo nome de fantasia é Ideal Turismo, tendo como sócios Claudiana Alves da Cruz e Paulo Roberto Batista de Souza.
A decisão do magistrado foi em resposta à ação civil pública movida pelo Ministério Público, que alegou a prática de irregularidades na administração pública na condução de procedimento licitatório, na modalidade Concorrência Pública de menor Preço nº 003/2007, realizado pela Assembléia Legislativa do Estado do Pará (ALEPA), para contratação de agência de viagens para fornecimento parcelado de bilhetes de passagens. Parecer elaborado pelo Grupo Técnico Interdisciplinar do Ministério Público, concluiu pela ilegalidade do referido procedimento, que teria beneficiado a empresa Ideal Turismo.

No despacho, a partir da análise dos documentos juntados à ação, o magistrado considera estar presentes indícios de locupletação. Dessa maneira, decidiu pela indisponibilidade dos bens dos requeridos nos termos do artigo 7º da lei 8.429/1992, como medida cautelar e necessária para o ressarcimento ao erário público. Além disso, a medida visa a garantia de segurança, resguardando o resultado prático do processo, “tendo em vista que existe a possibilidade de desfazimento de patrimônio por parte dos requeridos, ficando desde já público que qualquer alienação de bens a partir do ingresso desta ação em juízo estará sujeita a anulação por força de ordem judicial, devendo para isto ser dada a publicidade necessária a este tópico da decisão”.

O juiz determinou ainda que seja encaminhado ofício aos Cartórios de Registro de Imóveis das Comarcas de Belém, Ananindeua e Altamira, determinando a averbação, nas matrículas dos imóveis, da inalienabilidade dos bens ou direitos, por ventura existentes em nome dos acionados. Também oficiou à Receita Federal para que forneça cópia da última declaração de Bens e Rendimentos dos requeridos, a fim de que, nos limites do permissivo legal, sejam alcançados pela medida acautelatória. (Texto:Marinalda Ribeiro)
TJ/PA

BARBÁRIE NO PARÁ-DE-CÁ, OMISSÃO DO PARÁ-DE-LÁ

LEI DE TALIÃO APLICA PENA CAPITAL NA PÉROLA DO TAPAJÓS

Santarém – Sob o signo da selvageria em seu mais alto teor de ofensividade, uma turba contando com dezenas de populares, tomaram das mãos e proteção da Policia Militar um homem acusado de assassínio que foi executado em via pública `a golpes de pedras, paus, com a policia em numero ínfimo facilitando a entrega do acusado para ser seviciado até a morte. A policia, diga-se de passagem, em numero reduzido temeu confrontar-se com a turba prevenindo uma situação de consequenciais inimagináveis.
A informação foi divulgada neste dia (31) pelo jornal de alcance nacional e em cadeia SBT BRASIL, que manifestou indignação através dos apresentadores do telejornal classificando o Governador Simão Jatene e seu secretario de Segurança Publica como omissos e insinuando que essas autoridades cruzam os braços diante de atos de violência no estado e concluíram a reportagem manifestando que o acusado de assassinato selvagemente executado em via publica teria que ser julgado por um tribunal onde lhe sobraria o direito de defesa.   
Registraram os jornalistas apresentadores, que inúmeros contatos foram feitos com a assessoria de Jatene e do secretario de segurança Pública que não atenderam e nem retornaram ligações para esclarecerem a barbárie.
Não somente Santarém, mas, todos os munícipios que formariam o Estado do Tapajós ressentem-se de uma politica de segurança publica para conter a onda de violência que assola a região. Na verdade com a flagrante omissão do estado nesse quesito vidas são ceifadas e a população frontalmente atingida. Fato inconteste é que em termos de segurança pública no Pará-de lá que atinge também o Pará-de-cá, Jatene nada fez para inverter o quadro assustador, onde o diminuto contingente de policiais militares e civis, para atender a demanda,  a falta de interesse politico para a resolução de uma politica eficiente, a falta em separar-se o joio do trigo nas entranhas da policia militar, a carência de um suporte mais decidido para a policia judiciaria, e a inexistência de delegados em algumas regiões e municípios (Pasmem!) já deixa Jatene como um pateta que brinca de ser governador e entre todos o pior governador do Estado do Pará.
E ele e seus mais fieis apaniguados  não quiseram criar o Estado do Tapajós. Valha-nos quem mesmo??????

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

FRASE

"Até meu próprio amigo íntimo em quem eu tanto confiava, e que comia do meu pão levantou contra mim o seu calcanhar." - Salmos 41:9

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

O ESTOURO DO SILICONE

Deu na VEJA:
Uma marca de prótese defeituosa vira caso de policia na França, afeta milhares de pacientes no Brasil e reabre a questão sobre a segurança da cirurgia cosmética mais popular entre as mulheres.
______
Remendo RP 
Alguns profissionais do ramo afirmam que o estouro do silicone provoca elasticidade no seio tal qual a ilustração acima. Coisa Linda né?!
Use à vontade Silicone e deixe estourar... é um barato!

RUMO AO ORIENTE ETERNO

Boa noite, meu pai, Walber Ribeiro dos Santos,...Informação recebida de Gláucia Miralha
Boa noite, meu pai, Walber Ribeiro dos Santos, pediu que lhe avisasse que o tio Osvaldo Elias da Silveira, faleceu hoje, dia 26/01/2012 às 20:00, em Macapá.
27 de Janeiro de 2012 00:04
 
A informação da Sobrinha Glaucia  filha de meu irmão espiritual Maçônico Dr. Walber através do Facebook  refere-se ao falecimento de Osvaldo Elias, nosso irmão que estava  radicado ja alguns anos em Macapá. Estendo a mensagem a todos os Maçons que da presente postagem tiverem conhecimento, lamentando pelo ocorrido, mas acatando os designios do Grande Arquiteto do Universo.

Osvaldo Elias da Silveira, ser humano de conduta exemplar, grande construtor da moralidade e dos bons costumes, com relevantes serviços prestados à familia Maçônica e à sociedade envolvente, repousa agora na memória do Senhos dos Mundos. 

A PANELA DO DIABO E AS ESTRIPULIAS DE PADIM CIÇO

PRA NUM DIZÊ QUE NUM FALEI DAS FRÔ
Itaituba - A ciranda politica na corrida pelo Paço Municipal avança ao aproximar-se os dias chaves  para a observância e evolução das exigências do calendário eleitoral. Alguns entes políticos do município em surdina ensaiam maior visibilidade de suas imagens e feitos evitando a propaganda extemporânea,   utilizando seus pretensos concorrentes ao Poder Legislativo que são inúmeros, para pintar em cores fortes a imagens de seus respectivos majoritários.
No presente momento chega a quase a uma dezena   o numero de pretensos candidatos a prefeito  e entre esses, nomes  de Horalicia, Eliene, Cesar Aguiar, Dudimar Paxiuba, Afábio, Professor Anésio, Deuzim,  Hilton Aguiar,  Cebola..., sonham desbancar no embate o Prefeito Valmir Climaco que anseia a reeleição.
Nessa salada de interesses, toda a intenção pessoal dos pré-candidatos  que tentam ganhar maior visibilidade denota algo que faz Climaco sorrir e contar bravatas. -Irão morrer todos abraçados, vez que se perdurar até as convenções partidárias os interesses pessoais dos pretensos candidatos, os votos irão ser pulverizados entre esses e o rejeitado Valmir Climaco conseguirá sua reeleição. Mirem-se no exemplo da fábula do Patinho Feio.
Não se pode contrariar o obvio e achar que apesar de grande rejeição Valmir Climaco é presa fácil, é muita burrice. Valmir Climaco está com a maquina na mão, é um empresário de sucesso, detém reservas, está trabalhando, investindo mais  no sistema viário que nas politicas sociais decididamente,  e achar que asfalto ou tintura de asfalto como dizem seus opositores  não elege prefeito  surge uma pergunta que inquietará muita gente: -O que Wirland Freire fez  além de asfaltar algumas vias em Itaituba para ganhar eleições e transformar-se em mito politico?
Valmir Climaco cada dia que passa, está aprendendo a ser politico, não tão meloso como Roselito, e está assimilando pancadas. Todo o tratamento lhano que Climaco está  estendendo aos munícipes é espelhado em  seu marqueteiro de plantão, Roselito, que soube sempre fingir ser amigo de todos para lograr proveitos políticos que deu certo até o TRE desbanca-lo da aura de fingimento e do Poder Executivo.
Se Vergolino visse hoje como está se relacionando com os munícipes o Prefeito Valmir Climaco constataria que ocorreu uma profunda mudança no homem de Chapéu, que de  Lampião   metamorfoseou-se em Padim Ciço.
No ínterim dos festejos contidos por uma vitória que o levaria à reeleição, Valmir ri na cara do perigo  e se diverte com a panela do diabo que contem seus adversários, todos se engalfinhando entre si, por espaço sonhando com o paço.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

IESPES FORMA VALORES EM FARMÁCIA

Santarém - O Instituto Esperança de Ensino Superior/IESPES, formou sua primeira turma de Farmacêuticos neste dia 21 p.p.  e entre os formandos recebeu as honras de Bacharel em Farmácia João Pedro Santos Lima, filho de meus queridos amigos e compadres Brizamar Lima  e Tomazia Oliveira. A genitora do novo farmacêutico acometida de elevada emoção ao festejar a outorga de seu filho caçula não disfarçou a alegria que afinal contagiou a todos.

A alegria de minha cara comadre e jornalista também se justificava por celebrar a vitória alcançada pelo jovem Raymesson que tem vinculo familiar com a mesma e que com êxito também destacou-se em sua vida acadêmica no curso de Enfermagem.
Na foto, Tomazia encontra-se ladeada pelos filhos João Paulo (Enfermeiro)  e João Pedro (Farmacêutico)  esse, homenageado, no Espaço Social Perola do Tapajós orgulhando por sua vitoria academica as famílias Lima e Oliveira e vasto circulo de amizade
Estendo ao Briza e a Tomazia minha incontida admiração pela vitória alcançada pelos filhos. Recordo o tempo passado e já se vão pouco mais de 20 anos em que convivíamos socialmente e dividíamos alegrias pelos feitos de nossos infantes filhos, hoje dando-nos muito orgulho apesar das intempéries muitas vezes interpostas em nossos caminhos.
O Bacharel em Farmácia João Pedro é um das cinco dezenas de Farmacêuticos que após grande período de estudo e profissionalização se forma nesta área  em todo o oeste do Pará.

-QUE CULTURA!!!

ADV EMANUEL BENTES COMENTA NO RP

Com o pseudônimo de Amazonida, o Causídico Emanuel Bentes reporta-se em comentários sobre uma postagem do RP com o titulo "SEGURANÇA PUBLICA EM ITAITUBA É CASO DE POLÍCIA

Dr. Emanuel Bentes
Ouso comentar sobre este tema acima: a apuração(investigação) de um um delito praticado, como exemplo o crime contra a vida não é facil de ser investigado e para que a policia judiciaria(civil) chegue ao verdadeiro autor do delito e tenha as provas materiais, testemunhais, além da pericia, esta ser elaborada por profissionais do Instituto Renato Chaves. Ocorre que em Itaituba cidade polo a equipe de investigadores é extremamente reduzida, eles trabalham com sobrecarga de trabalho e não possuiem condições humanas de proceder as investigações sobre os delitos, precisaria de uma equipe interna e uma equipe externa, mesmo que em rodizio e como isto não existe por falta de pessoal vejo que acabam por se limitarem a intimações e atividades internas praticamente. Por sua veza Pericia Legal não há em Itaituba pois o Orgão que deveria existir nao existe em Itaituba mesmo com a luta de entidades do qual tive a oportunidade de participar para que fosse instalado o IML em Itaituba, foi iniciada a construção de um predio deste IML que se encontra abandonado na Rodovia Transamazonica, responsabilidade do Governo Estadual que recentemente disse NAO para o Tapajos. A Politica de Segurança é um aparato de ações integradas e não deve se limitar a carros para a PM, apesar de tudo tem marcado presença nas ruas desta cidade.
A união da sociedade e das entidades é para trazer mais policiais civis e os casos de denuncias serem formulados para investigar e não acusar de forma generica.
EMANUEL BENTES - ADVOGADO
______
Comentario RP
Sinto-me gratificado por ter como leitor de  meu blog o Advogado e amigo Emanuel Bentes e alem de me obrigar a postar seu comentario devido tratar-se de um assunto que soma muito à discussão que nos becos e vielas da Cidade Pepita ecoa com preocupação, obrigo-me tambem a contrapor-me  com o ultimo paragrafo do comentario que diz: " ... denuncias devem ser feitas para investigar e não acusar de forma generica..." Sobre este assunto, como ninguem oferece alternativas para se conter a violencia que assola Itaituba, a onda de denuncismo ganha corpo para ver quem se mexe;  e aí surge uma pergunta ao querido amigo, considerando que o mesmo é uma parte viva da sociedade que se organiza em defesa dos municipes:  - O que mesmo está fazendo agora (enquanto parte integrante da sociedade) para por fim a essa onda de violencia que assusta o povo de Itaituba?  
Na verdade as acusações de forma genericas ao que o amigo ser refere estão encontrando  ressonancia... ao menos mexeu um pouco com voce que deverá  contribuir  com providencias junto ao circulo social de sua convivencia.


sábado, 21 de janeiro de 2012

SEGURANÇA PUBLICA EM ITAITUBA É CASO DE POLÍCIA

Itaituba - A onda de violencia que assola Itaituba remete-nos os velhos tempos do faroeste vivenciado nos anos 80 nesta região onde era comum crimes de morte por encomendas, por contendas em competição  por bocas de serviços em garimpos,  disPUTA por mulheres, e outras coisas banais.
César Aguiar - Caricatura
Tudo isso pode voltar se não ocorrer vontade politica em se desenvolver na sede do municipio uma verdadeira politica de segurança publica para a região, onde o medo toma conta de todos, haja vista a onda de crimes dos mais diversos e entre esses assassinatos, assaltos, roubos e outros.
Defendendo interesses da municipalidade o Vereador Cesar Aguiar, uma voz solitária no Poder legislativo incomodada com a onda de violencia que o municipio vivencia, requereu na forma da lei ao Presidente do Poder Legislativo uma reunião extraordinaria entre aquele poder e os entes da segurança publica para miniorar o sofrimento da população no que concerne a onda de violencia reinante.
- A finalidade do encontro é discutir e sobretudo encaminharmos estratégias para prevenir situações de violência em nossa cidade. Em uma semana quatro crimes com uso de armas de fogo deixaram a população com a sensação de que os criminosos fazem e acontecem na cidade sem serem incomodado. -É hora de fazermos algo para conter essa onda de violencia. -Concluiu Cesar Aguiar
O encontro  deverá ser aprazado para curto espaço de tempo considerando que  Cesar Aguiar requereu em carater  urgente urgentissimo.

DILMA EM ALTA

21/01/2012 - 18h00
Aprovação de Dilma supera a de Lula após primeiro ano

DE SÃO PAULO
A presidente Dilma Rousseff atingiu no fim do primeiro ano de seu governo um índice de aprovação recorde, maior que o alcançado nesse estágio por todos os presidentes que a antecederam desde a volta das eleições diretas, informa reportagem de Bernardo Mello Franco, publicada na Folha deste domingo.

Segundo pesquisa Datafolha, 59% dos brasileiros consideram sua gestão ótima ou boa, enquanto 33% classificam a gestão como regular e 6% como ruim ou péssima.

Ao completar um ano no Planalto, Fernando Collor tinha 23% de aprovação. Itamar Franco contava 12%. Fernando Henrique Cardoso teve 41% no primeiro mandato e 16% no segundo. Lula alcançou 42% e 50%, respectivamente.

O Datafolha ouviu 2.575 pessoas nos dias 18 e 19 de janeiro. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Leia a reportagem completa na Folha deste domingo, que já está nas bancas.

CUIDADO COM A PROPAGANDA ENGANOSSA

A NET LIGA PESSOAS E UNE CORAÇÕES, MESMO QUE ELAS NÃO QUEIRAM...

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

QUERO FICAR NO VASCO

Promessa vascaína, Mosquito avisa: 'Quero ficar no Vasco'
Thiago Mosquito, atacante do Infantil do Vasco
Thiago Mosquito, atacante do Infantil do Vasco

Crédito: Aníbal Canizio- Blog de Base

Ele foi o grande destaque da Seleção Brasileira sub-15 no Sul-Americano da categoria realizado no final de 2011. Na oportunidade, o jovem marcou onze gols em sete jogos, se tornou o artilheiro da competição e foi eleito pela organização o melhor jogador da mesma. Desempenho que colocou a revelação do Vasco em evidência e na mira de muitos clubes do futebol brasileiro e europeu.

Em meio as especulações, o fato é que Thiago Mosquito, que completou 16 anos no inicio deste mês, ainda não assinou seu primeiro contrato profissional. Situação que vem deixando a torcida vascaína preocupada e com medo de perder uma das maiores promessas do futebol brasileiro.

Nem mesmo a recente declaração de Humberto Rocha, diretor das categorias de base do cruzmaltino, prometendo assinar um contrato com o jovem no mês de fevereiro acalmou a exigente torcida, que teme que algum outro clube ofereça um caminhão de dinheiro e o tire da Colina.

Com objetivo de conhecer a vontade do atleta, o SuperVasco.com através do repórter Carlos Gregório Junior procurou Thiago Mosquito. Na oportunidade, o artilheiro do Infantil revelou que o seu desejo é permanecer em São Januário:

- Eu quero ficar no Vasco. Minha parte eu já fiz, agora depende apenas da diretoria - se resumiu a dizer o garoto de 1,75 metros de altura e 16 anos de idade.

EMBATE DE TITÃS






Itaituba – Segundo o  que se comenta  nas esquinas e becos é que a situação politica entre Cebola e Climaco está indigesta com a proximidade do próximo pleito eleitoral.

Enquanto Climaco é candidato natural do PMDB à reeleição, Cebola que tem limitada popularidade para concorrer ao cargo de Prefeito, mas sobrando-lhe votos para candidatar-se ao Poder Legislativo se trabalhar bem, almeja atrapalhar  a missão do Arigó, já que não alinha-$e politicamente com esse.
Cebola acusa o Prefeito Valmir Climaco de esvaziar com falsas promessas pré-candidaturas e o desafia   a usar qualquer artificio para demovê-lo da ideia em concorrer. -A cada momento que passa estou mais firme em minha decisão de concorrer a Prefeitura,  a enorme rejeição do Valmir perante a opinião publica me dá mais estimulo – vocifera João Bastos Rodrigues Cebola.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

-QUE CULTURA!!!

RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO DO JORNALISTA NAZARENO SANTOS

O Jornalista NAZARENO SANTOS  (foto) tambem leitor deste espaço eletronico  fez o seguinte questionamento sobre a materia postada no RP sob o titulo "SAÚDE INDÍGENA MUNDURUKU: DESCASO E HUMILHAÇÃO":
wALTER Você QUE É DO RAMO ENTENDE BEM DA QUESTÃO, ME tire uma dúvida. O problema que aflige os Mundurukus (que já é bem antigo) é político ou técnico? Por exemplo aqui em Itaituba os próprios indios colocaram também um indigena a frente do orgão e as reclamações continuam??? Será que isso algum dia vai ter solução?. O que acaba com a Funai é realmente a corrupção ou ela não tem mesmo verba?
Nazareno Santos
_______
Carissimo Nazareno
Em resposta ao seu questionamento sobre a relação Funai/Indigenas, eu seria imprudente em versar comentários sobre essa relação em outras Coordenações (Antigas administrações regionais) já que na verdade pouco ou quase nada conheço de suas  funcionalidades. Conheço com suficiência a relação entre a Funai de Itaituba e os indígenas propriamente os Munduruku habitantes tradicionais do alto Tapajós. Sobre a Instituição de apoio aos indígenas (Funai) mesmo a corrupção sendo endêmica no Brasil, e no serviço publico não me ocorre conhecer essa pratica nessa instituição e sequer noticia-se isso, e nem mesmo comentários  o que na verdade ocorre é a falta de compromisso, falta de identificação com o trabalho por parte de alguns dirigentes que detém a atribuição de promover uma relação de proteção  aos indígenas e liderar com desenvoltura o grupo indigenista colocado à disposição da Unidade de Trabalho Indigenista que dirige.
Considerando sua pertinente indagação e em respeito a sua capacidade de discernir a verdade dos fatos, como já mencionei, não procurarei generalizar a situação caótica vivenciada pelos indígenas e longe da visão da Funai de Itaituba, mas é necessário e imperioso mostrar uma justificativa para o que se torna obvio na relação Funai Itaituba/Munduruku, já que dezenas e mais dezenas de índios  estão vivendo nos alojamentos da Funai  e na Casai, sem alimentação suficiente e em consequência ficam perambulando pelas vias publicas da cidade, muitas vezes catando  lixos, despertando piedade, e vendendo suas dignidades para políticos com interesses escusos. A OMS recomenda  cinco a seis  refeições diárias para o ser humano, e sugiro ao caríssimo confrade que visite os alojamentos  da Funai e constatará a economicidade de alimentos para não se dizer a absoluta escassez, para os assistidos da Funai de Itaituba. É fácil pressupor que para os indígenas em convalescência na Casa do Indio (CASAI) mesmo a mesa não sendo farta, a coisa é um pouco mais diferente que no depósito humano chamado de alojamentos da Funai.
Muitas vezes quando não dá para suportar o abandono a qual são submetidos, os índios apelam para uma ONG que atua na Terra Indígena Sai Cinza  comandada pelos BIERI (Harold e Marcia) e para o escritório da representação da Prefeitura de Jacareacanga,  que suprem no que podem as necessidades de alimentação dos indígenas. Por falar em Jacareacanga, algo se não for feito pela direção do  Distrito de Saúde Indígena (DSEI) a situação irá complicar, já  que a escassez de alimento na CASAI virou rotina e algumas lideranças ensaiam adotar postura radical contra essa omissão.
Como é de seu conhecimento um indígena esteve coordenando a Funai de Itaituba, e isso ocorreu por indicação dos próprios parentes que em assembleia geral oficiaram a Brasília para  nomeação; sonhavam os Munduruku que um índio Coordenando os trabalhos indigenistas, teria mais disposição para prover melhor assistência e orientação à coletividade silvícola por ser oriundo dessa legião de necessitados. Ledo engano! Contrataram um bom moço, com nível universitário, mas faltava-lhe noções de administração, ruiu de vez sua administração. Fato é que pagou um ônus muito caro por ter limitação de conhecimento administrativo e ter que conviver funcionalmente com uma assessora que na verdade queria os despojos da guerra indigenista somente para si. Por algum tempo imaginei que tanto o Coordenador Indígena  quanto sua assessora  fariam um exuberante trabalho já que a assessora era egressa de muitas lutas do movimento indigenista. Também foi um engano, enquanto o Coordenador confundia-se com noções básicas  de administração; confessam próprios colegas de trabalho, a assessora confundia-se no gerenciamento indigenista, colocando índio contra índio, servidores contra servidores, esses contra aqueles, quebrando qualquer forma de parceria com instituições afins. Ressentiu-se disso a Prefeitura de Jacareacanga já que o braço estendido para parcerias que fez com a Funai e outras instituições não recebeu apoio  ou ressonância. Ao invés da assessora desenvolver seu trabalho especifico, ficou fazendo devassa na vida de ex-servidores com o fito penso eu de se perpetuar em seu espaço funcional  construindo sua zona de conforto funcional. O trabalho inócuo do Coordenador e improdutivo da assessora fez com que os indígenas solicitassem de Brasília a exoneração dos mesmos, coisa que ocorreu no final do ano passado. Perderam os Munduruku a oportunidade de contar por muito tempo com um parente dirigindo a FUNAI de Itaituba.
Sobre parcerias que a FUNAI deveria celebrar e não o fez relaciona-se algumas instituições entre as quais a Prefeitura  de Jacareacanga, a Ong Missão Batista, e até  a Prefeitura de Itaituba, já que ocorreu interesse da Administração Valmir Climaco vez que na sede do município existem nos dois extremos da cidade margeando o Rio Tapajós  duas Aldeias Indígenas. A FUNAI não atendeu ao chamamento por questão de posição politica comentam próprios servidores.
Talvez surjam perguntas o que a FUNAI tem a ver com a promoção de saúde indígena se essa está afeta a antiga FUNASA. Ai surge uma resposta para preencher esse questionamento: A FUNAI tem o dever constitucional de promover apoio à coletividade indígena e se não diretamente cuida da promoção de saúde ou outras atividades tem o dever de criar meios para estimular os PARCEIROS a zelar por seus compromissos assumidos com os indígenas. O Ministério Publico Federal, guardião da legalidade sempre foi um braço estendido aos Povos Indígenas, e uma pergunta impertinente surge: O Porquê da Funai através do MPF não obrigar os parceiros a cumprir suas responsabilidades?

Em tempos idos, quando ampliou-se a Terra Indígena Munduruku de 900 mil para 2 milhões e 300 mil hectares foi retirado do interior da T.I. quase cinco centenas de garimpeiros tido invasores, no presente momento com a inercia da Funai de Itaituba em proteger e fiscalizar o território indígena, os garimpeiros voltaram e até no Rio Kabitutu onde se estabelece o octogenário  cacique Geral Biboy Kabá garimpam seis balsas com mais de trinta garimpeiros. Hoje a porteira está aberta com o beneplácito de caciques, lideranças, políticos indígenas e a contemplação passando ao largo da Funai. A presença dos  garimpeiros concorre para a descaracterização total do povo indígena de sua cultura. É comum enlace de Índias com Brancos que é um atendado à cultura e tradição indígena, a ingestão desenfreada de bebidas alcoólicas o êxodo dos aglomerados indígenas para a cidade e a atividade garimpeira clandestina que é um chamariz para os adolescentes, contribuindo muito para esse desserviço sócio-cultural e para a vida do Povo Indígena.
Caríssimo amigo e confrade Nazareno, em sua concepção a Funai de Itaituba não seria o fiel da balança para tornar a vida do Munduruku mais fácil? A receita é simples, o MPF está logo ali... e é operacional.
Hoje a Funai não se ressente como antes de bons valores, pois tem uma dezena de indigenistas concursados, treinados, capacitados e acumulando experiência e outros cinco  contratados por livre nomeação e já experimentados na atividade de campo, e aptos para desenvolverem metodologia para combater  as mazelas existentes o que falta mesmo agora?!
De forma mais objetiva respondo aos questionamentos informando que os problemas existenciais na Coordenação da Funai em Itaituba parece-me totalmente técnico o que denota que não é insolúvel basta interesse em resolver, e insisto em afirmar que a Funai à nível nacional é uma exceção à onda de corrupção propalada e crônica em algumas instancias do Serviço Publico Federal e sobre  a falta de verbas é um situação relativa, pois a grande responsabilidade hoje da Funai é a proteção às Terras Indígenas que são áreas federalizadas colocadas ao usufruto dos Povos Indígenas e celebrar parcerias com instituições com a finalidade de apoiar a economia tribal. Hoje existe no estado programas de apoio aos indígenas e quilombolas, também nos grandes projetos hidrelétricos em curso no alto Tapajós e norte do Mato Grosso, e ainda no projeto Territorios da Cidadania das áreas de influencia da BR-163, na verdade falta a Funai se mexer um pouco mais.
Sobre a questão das hidrelétricas que estão sendo projetadas para o alto Tapajós a Funai de Itaituba está totalmente fora da discussão com os indígenas ou esteve até à pouco, e deveria estar intermediando conversações com esses e os responsáveis por esses projetos com a intenção de se tirar proveitos econômicos em defesa dos indígenas para compensar possiveis impactos ambientais que poderão sofrer, já que a construção dessas hidrelétricas é condição essencial para combater o déficit energético nacional  e serão construídas à qualquer preço.

NA RABEIRA! ... E ELES NÃO QUISERAM CRIAR O ESTADO TAPAJÓS

cinco municípios entre os piores  PIBs

O Pará, que, embora mantenha a 13ª posição no ranking brasileiro, e participe com 1,8% do PIB nacional, tem cinco municípios listados no ranking dos piores PIBs per capita do Brasil. São eles, na ordem de piores PIBs: Jacareacanga, Curralinho, Faro, Bagre e Anajás. Dos 56 municípios de menor PIB per capita no país, onde esse indicador era inferior a R$ 2.728,79, 13, estão localizados no Pará e no Nordeste, nos estados do Maranhão (14), Piauí (17), Ceará (2), Alagoas (4) e Bahia (6).
A região Norte é a que detém a pior cobertura sanitária do país, uma das piores do mundo, segundo relatório OMS/UNICEF em 2010. Segundo o último censo (IBGE, 2010), além de deficiências nos sistemas de eliminação de dejetos, existem também no Brasil desigualdades regionais no que diz respeito ao saneamento.
Enquanto no Sudeste 82,3% dos domicílios possuem saneamento adequado, no Norte esta cobertura é de 22,4%. Essas diferenças também ocorrem em termos de serviços ofertados à população urbana e rural. Sete em cada dez pessoas sem saneamento adequado vivem em áreas rurais, apesar do número de pessoas em áreas urbanas sem saneamento adequado estar aumentando por causa do crescimento rápido e desorganizado desse grupo. Essas variações vão desde a qualidade do serviço prestado até disparidades na oferta entre os diversos estratos sociais.(Diário do Pará)
-------Remendo RP
Onde anda  Jatene e o que está fazendo para inverter esta incômoda posição em que está situada Jacareacanga, Curralinho e outros municipios relacionados na matéria?
O Municipio de Jacareacanga vive unicamente com repasses federais, e nenhuma obra ou investimento existe com a assinatura do Simão Jatene. Mais que isso, até a policia militar que sua funcionalidade é de responsabilidade do estado, peças para viaturas, combustiveis, deslocamento de policiais quem custeia é o municipio, e ainda a Escola estadual, insumos como lampadas, limpezas de equipamentos, e espaço fisico do colegio o Poder Executivo quando solicitado responsabliza-se por essas ações de manutenção. De que mesmo serve para cá,  o Pará-de-lá?
Ilustração RP

Funai poderá intervir em licenciamento ambiental de empreendimentos que afetem terras indígenas

Instrução Normativa nº 1 define normas de participação da entidade nos processos para concessão de licença ambiental
Carolina Medeiros, da Agência CanalEnergia
 A Fundação Nacional do Índio poderá intervir no processo de licenciamento ambiental de empreendimentos ou atividades potencial e efetivamente causadoras de impactos ambientais e socioculturais que afetem terras ou povos indígenas. A Instrução Normativa nº 1, publicada nesta quinta-feira, 12 de janeiro, no Diário Oficial da União, estabelece as normas para participação da Funai nos processos de licenciamento. A entidade deverá participar dos processos junto com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis e Órgãos Estaduais de Meio Ambiente.
De acordo com a IN, para a realização dos estudos, o empreendedor deverá apresentar Plano de Trabalho contendo cronograma de atividades, currículo da equipe técnica e termo de compromisso para ingresso em terras indígenas devidamente assinado para análise e manifestação da Coordenação Geral de Gestão Ambiental da Diretoria de Promoção ao Desenvolvimento Sustentável (CGGAM/DPDS). Os estudos e resultados da análise serão apresentados às comunidades indígenas afetadas, em consulta prévia, livre e informada. Ainda serão encaminhados às comunidades o componente indígena em sua versão integral, o Relatório de Impacto Ambiental ou Relatório Ambiental Simplificado e um relatório em linguagem acessível ou com tradução para línguas indígenas, a ser elaborado pelo empreendedor.
Ouvidas as comunidades, a Funai irá se manifestar conclusivamente sobre a concessão de licença prévia, por meio de ofício dirigido ao órgão licenciador competente. Ainda segundo a IN, os estudos poderão ser aprovados com solicitações de complementações e/ou revisões parciais com prazos condicionados para entrega. A Funai poderá ainda reprovar os estudos, solicitando sua reformulação, podendo ser sugerida a troca da equipe técnica e a manisfestação conclusiva da Funai ocorrerá após a análise do novo produto.
A manifestação para emissão de licença de instalação é subsidiada pela aprovação do Componente Indígena do Programa Básico Ambiental. Nesse caso, a Funai também se manifestará conclusivamente após a manifestação das comunidades potencialmente afetadas. Após a aprovação do PBA, deverá ser assinado Termo de Compromisso entre a Funai e o empreendedor.
A Instrução Normativa não impede a edição de instruções normativas específicas para diferentes tipologias de empreendimento. A Funai tem prazo de 60 dias para se adequar à operacionalização dessa IN.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

FRASE

"Os psiquiatras dizem que uma em cada quatro pessoas tem alguma deficiência mental. Fique de olho em três dos seus amigos. Se eles parecerem normais, o retardado é você"- Autor desconhecido

Serviço Florestal inicia concessão de 300 mil hectares de florestas no oeste do Pará

O Serviço Florestal Brasileiro (SFB) iniciou o processo de concessão florestal em cerca de 300 mil hectares na região de influência da BR-163, no Pará, na Floresta Nacional do Amana. A área está dividida em três unidades de manejo: uma com aproximadamente 30 mil hectares, outra de 133 mil hectares e a maior com 140 mil hectares.
O pré-edital, documento que traz informações preliminares sobre a concessão e sobre como concorrer à licitação, já está disponível para consulta. Também já foram marcadas as audiências públicas, que ocorrerão nos dias 31 de janeiro em Itaituba (PA) e 2 de fevereiro em Jacareacanga (PA). As sugestões feitas pela população nessas audiências auxiliarão na elaboração do edital de licitação, previsto para ser lançado no primeiro semestre deste ano.
A concessão visa estimular o aumento da oferta legal e sustentável de madeira em uma região antes conhecida pelo desmatamento. “A região da BR-163 precisa ter a retomada da economia florestal madeireira, mas não nos moldes anteriores, e sim por meio das concessões florestais, sem grilagem, e com empregos qualificados e de longo prazo”, diz o diretor-geral do SFB, Antônio Carlos Hummel.
Melhorias
A licitação é voltada a empreendedores do setor madeireiro de diferentes portes, e aqueles que apresentarem as melhores propostas assinam um contrato que permite realizar manejo, ou seja, a extração sustentável de madeira na área por até 40 anos.
Neste pré-edital, o SFB adotou novos procedimentos para ampliar a participação dos candidatos. Uma das principais mudanças foi o estabelecimento de um preço mínimo único pelo metro cúbico da madeira em R$ 31,45.
Se considerado o valor mínimo, o pagamento anual pela extração sustentável de madeira deve alcançar R$ 4,6 milhões por ano. Quando a concessão estiver em plena operação, a expectativa é de que sejam produzidos, anualmente, 146 mil metros cúbicos do produto.
Outra mudança é a possibilidade de o candidato vencedor pagar a garantia em três fases (antes da assinatura do contrato, após a aprovação do plano de manejo e após a aprovação do segundo plano operativo anual). Anteriormente, o pagamento era feito em uma única parcela, antes da assinatura do contrato.
Pequenas empresas, cooperativas e associações são ainda isentas de pagar os custos do edital e terão desconto de 80% no preço das auditorias independentes.
Veja as datas, locais e horários das audiências:
Itaituba
Data: 31 de janeiro, terça-feira
Local: Instituto Federal do Pará, Campus Itaituba - Estrada do Jacarezinho, s/n - Bairro Maria Madalena
Horário: 14h
Jacareacanga
Data: 2 de fevereiro, quinta-feira
Local: Centro de Referência e Assistência Social - Rua Brasilino Barbosa, s/nº
Horário: 14h
(Texto: Ascom SFB Ilustração RP)

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

SAÚDE INDÍGENA MUNDURUKU: DESCASO E HUMILHAÇÃO

INDIOS DOENTES E ACOMPANHANTES ABANDONADOS E FAMINTOS
A situação da promoção de saúde indigena ao Povo  Munduruku é de total descaso e retrata mais um faz  de conta propriamente que uma responsabilidade constitucional atribuida à antiga Funasa e até o momento Sesai e manhã não se sabe que sigla irá ser resonsavel pela promoção. Engraçado é que quando o personagem não emplaca muda sempre de nome. Em nossa região o DSEI-Tapajós, desenvolve essa ação gerenciando esse conflito em se promover a saude indigena com parcos recursos e até limitação de recursos humanos. A malária continua matando no alto Tapajós, a desnutrição causada por males e efeitos dessa morbidade assustam a população e ninguem faz nada.

O aparato de recursos humanos colocado a disposição do Distrito de Saúde, é diminuto, com escassos funcionarios nas aldeias, medicamentos insuficientes para contemplar a demanda, e com funcionarios mal remunerados e alem de tudo salarios atrasados, e muitos desses ja demissionarios vez que é constante o atraso.

Mesmo o quadro funcional de endemias colocado em apoio à saúde indigena, entre esses os funcionarios federais da antiga Funasa, serem dispostos e capacitados para guerrearem contra a malária, essa doença ainda assusta e mata em Terra Indigena pelo diminuto quadro de funcionarios, falta de estrutura em transportes e combustiveis e ainda para deixar a situação mais caotica é comum a falta dos medicamentos para combater a malária  nas aldeias. Ja que sua distribuição dos medicamentos é privativa do Governo Federal não estaria faltando planejamento e maior empenho da direção do DSEI em evitar esse transtorno?

Não se pode atribuir especificamente a alguem esse descaso, mas ao se constatar que entre os servidores promotores da Saúde Indigena encontram-se pessoas de enorme apego aos seus trabalhos que são a Angela Regis que Chefia o Distrito Sanitário  o dedicado servidor Nogueira que ja muito contribuiu com a saude  indigena e que transita ainda nesse trabalho, algo de mais grave deve estar acontecendo para que essa situação de descaso e abandono  dia a dia aconteça.

Torna-se necessario a Funai de Itaituba entrar nesse meio para ajudar a resolver esse cronico problema que aflige um povo e envergonha quem tem vergonha e responsabilidade com atividades de apoio aos indigenas. Deveria a Funai reunir com os promotores da Saúde, com MPF, e direcionar providencias para resolver essa situação, ou mesmo quais são as atividades institucionais do Organismo Indigenista Brasileiro? Faz muito tempo que a Funai nada faz e praticamente abandonou os indigenas do Alto Rio Tapajós, e o que preocupa mais, é que hoje a Funai conta com uma dezena de servidores indigenistas concursados outra meia dezena de comissionados ávidos por trabalharem na causa, e ao que se mostra na teoria é que a Funai está  com um bom time mas que infelizmente ainda não entrou no campo.

Recebemos uma comunicação telefonica na manhã de ontem da parte do lider indigena Antonio Cosme mostrando o seu desespero  ao constatar que quase uma centena de indios enfermos ou acompnhantes estavam passando fome em Jacareacanga na Casai (Casa do Indio) e poucos funcionarios não sabiam nem o que fazer para colocar comida na mesa. Isso é imponderavel, imperdoavel, crime mesmo, talvez a Funai que sempre foi a referencia principal para os indios e que poderia liderar conversações para se prevenir essa situação calamitosa, apos sua restruturação tenha outras responsabilidades constitucionais e que defender a causa indigena nessas situações não seja mais sua atribuição, e ai surge uma pergunta que não quer calar - Quem paga por isso?
---------
Imagens meramente ilustrativas

Obs. Espaço para as instituições mencionadas na materia está garantido para ao se interessarem usar como contraditorio ou para fazerem ponderações.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Vasco acerta contratação do meia Matías Abelairas

Abelaíras, novo reforço do Vasco
 

Abelaíras, novo reforço do Vasco Crédito: Supervasco.com

Após uma longa e intensa negociação, finalmente o argentino Matías Abelairas acertou sua transferência para o Vasco. Revelado no River Plate, o meio-campista assinará nesta terça-feira (10/01) um contrato de um ano com o Gigante da Colina.

Aos 26 anos de idade, o 'hermano' chegará para acrescentar qualidade ao meio-campo cruzmaltino, que sofre quando Juninho e Felipe não podem jogar. Bom nas bolas paradas, Abelairas não atua oficialmente há cerca de seis meses, mas tem feito trabalhos físicos com um preparador e garante que está em boas condições.

O jogador realizou exames médicos nesta manhã em São Januário e a expectativa é a de que ele se junte ao grupo vascaíno em Atibaia-SP, local onde está sendo realizada a pré-temporada e onde será assinado seu contrato, já nesta terça-feira (11/01).

Ficha Técnica

Nome: Matías Abelairas Enrique
Nascimento: 18 de junho de 1985, Buenos Aires-ARG
Altura: 1,70 m
Posição: Meio-campo
Clubes onde passou: River Plate (2004/2011) e Vasco (2012)

Escrito por Carlos Gregório Júnior.
Já curtiu o SuperVasco no Facebook hoje?

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

TRADIÇÃO É TUDO

Encaminhado por  Anápio Bagual diretamente dos pampas
Ilustração RP

Somente comparando... Nada mais que isso!
- Se atravessares a fronteira da Coreia do Norte ilegalmente, és condenado a 12 anos de trabalhos forçados.
- Se atravessares a fronteira iraniana ilegalmente, és detido sem limite de prazo.
- Se atravessares a fronteira afegã ilegalmente, és alvejado.
- Se atravessares a fronteira da Arábia Saudita ilegalmente, serás preso.
- Se atravessares a fronteira chinesa ilegalmente, nunca mais ninguém ouvirá falar de ti.
- Se atravessares a fronteira venezuelana, serás considerado um espião e o teu destino está traçado.
- Se atravessares a fronteira cubana ilegalmente, serás atirado para dentro de um navio para os E.U.A.
- Se atravessares a fronteira americana ilegalmente serás preso e deportado.
Mas, SE entrares por alguma fronteira do BRASIL ilegalmente...

 TERÁS OBRIGATORIAMENTE:
- Um abrigo...
- Um trabalho...
- Carta de Motorista...
- Cartão Cidadão (INSS) de Saúde...
- Segurança Social...
- Crédito Familiar...
- Cartões de Crédito...
- Renda de casa subsidiada CDHU ou empréstimo bancário para a sua compra...
- Escolaridade gratuita...
- Serviço Nacional de Saúde gratuito...
- Se fores de esquerda, chance de um emprego no governo federal...
- Um representante no Parlamento...
- Podes votar, e mesmo concorrer a um cargo público...
- Ou mesmo fundares o teu próprio partido político!
E por último, mas não menos importante:
- Podes manifestar-te nas ruas e até queimar a nossa bandeira!
E... SE EU QUISER IMPEDIR, SEREI CONSIDERADO POLITICAMENTE INCORRETO!

SEM DÚVIDA QUE PARECE IRREAL, MAS É A MAIS PURA DAS VERDADES!
Será que o poeta António Aleixo, tinha razão quando dizia:

"Há tantos burros mandando em homens de inteligência, que às vezes fico pensando, se a burrice não será uma ciência."


segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

FICÇÃO CIENTIFICA À LA "AVATAR", NO RIO TAPAJÓS

 Mais parece filme de ficção científica. Usinas hidrelétricas de alta tecnologia no meio da selva amazônica — cercadas de floresta por todos os lados — às quais os trabalhadores só têm acesso sobrevoando a copa das árvores de helicóptero. Esta deverá ser a realidade do Rio Tapajós nos próximos anos. Este projeto ousado, que garantirá ao país mais 10.683 megawatts (MW) de energia, deve sair do papel este ano e promete provocar tanta ou mais polêmica do que a usina hidrelétrica de Belo Monte, a maior do mundo e uma das bandeiras do governo da presidente Dilma Rousseff.

Diante das intermináveis batalhas travadas durante todo o ano de 2011 em torno de Belo Monte, o governo já se prepara para o que vem pela frente com a construção de cinco novas usinas com um conceito que não existe em qualquer outro lugar do mundo. Na sexta-feira, baixou uma medida provisória que mexe nos limites de cinco unidades de conservação federais para viabilizar a construção de hidrelétricas na Amazônia.

A hidrelétrica-plataforma utiliza o mesmo sistema das plataformas de extração de petróleo em alto-mar. A tecnologia é brasileira e promete não só produzir mais energia em áreas menores e menos inundadas, como preservar o meio ambiente.

 http://www.blogquartopoder.com.br/

sábado, 7 de janeiro de 2012

FRASE

Filosofando... A Cara do Brasil
Frase da filósofa russo-americana Ayn Rand (judia, fugitiva da revolução russa, que chegou aos Estados Unidos na metade da década de 1920), mostrando uma visão muito atual: 

Mas parece que foi escrito para nós em algum período dos últimos 10 anos.

Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto-sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada".

 Encaminhado pelo Adv Jorge Umberto

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

FRASE

"Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera inteira." -  Autor desconhecido
O "poderoso" Pará não poderá deter a primavera do surgimento do novo Estado do Tapajós. O "não" do plebiscito só vai retardar um pouco, mas não vai deter a criação do novo Estado. É só questão de tempo.

NOTÍCIAS QUE ABALARAM O PLANETA

Zé Simão - Folha de São Paulo
Três grandes notícias abalaram o planeta!
Primeiro: Masturbação evita câncer da próstata. Ou seja, mãos à obra! Ops, mãos à cobra! Então, quando você se tranca no banheiro com a 'Playboy', não é mais masturbação, é manutenção!
Depois saiu esta: "Pizza evita câncer de estômago".
E agora a mais nova: "Cerveja faz bem aos ossos".
Nunca foi tão fácil cuidar da saúde: punheta, pizza e cerveja!. Falta só falar que TV faz bem pra vista!! Já imaginou: sentado num sofá, batendo uma punheta, comendo pizza, tomando uma gelada e vendo filme pornô. Pra que academia?
FELIZ+ANO+NOVO+TIM+TIM1.gif

FELIZ ANO DE 2012

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

BANCO POSTAL - CORREIOS: SAI BRADESCO ENTRA BB

Agência dos Correios passam a funcionar como Banco Postal do Banco do Brasil

As 176 agências dos Correios no Pará começaram a operacionalizar, desde ontem, o Banco Postal do Banco do Brasil. Após 10 anos com os postos de atendimento do Bradesco, os Bancos Postais passam a oferecer, a partir de agora, os serviços bancários do Banco do Brasil, como depósito, abertura de conta e até financiamento. O objetivo dos Bancos Postais é facilitar o acesso aos serviços bancários às pessoas carentes, com agilidade e segurança. Em cidades como Jacareacanga, onde a plenitude do  Estado Democratico de direito é dinamitada pela ausencia de um banco oficial, e sequer existindo um banco privado, o Banco Postal serve para pequenas operações de comerciantes e funcionalismo.
Preocupado com um Banco de preferencia oficial que fomente financiamentos principalmente agropecuarios, Raulien Queiroz Prefeito Municipal, fez incontaveis gestões junto ao BB e BASA para criar na sede do municipio uma agencia bancaria.
O Bradesco mantém dois caixas eletronicos que funcionam precariamente, para atender a demanda do funcionalismo, e mesmo parecendo hilario, até bobina de papel para emissão de extratos muitas vezes falta, fora a falta de manutenção que muitas vezes deixa o caixa semanas inoperante.

LEI DE TALIÃO - OLHO POR OLHO, DENTE POR DENTE

VINGANÇA – DOIS ANOS DEPOIS IRMÃO MATA ASSASSINO DE IRMÃ E DIZ NÃO SE ARREPENDER. 
Lucivan de Sousa Neres

Nos últimos minutos de 2011, Lucivan de Sousa Neres, paraense natural de Itaituba, 23 anos, colocou em prática o plano arquitetado a mais de dois anos. Tirar a vida do assassino de sua Irmã Girlene Sousa Neres, fato que aconteceu há dois anos na cidade de Itaituba, cometido no dia 06 de outubro de 2009, por Adriano Santos Silva, com quem Girlene era casada e viveu quatro anos e tem dois filhos.
Lucivan recebeu voz de prisão da Policia Militar da comunidade de Divinópolis, km 70, logo após disparar seis vezes contra o assassino de sua irmã, Adriano Santos Silva. A vítima encontrava-se em uma festa naquela comunidade, quando aconteceu o crime por volta das 23h45min horas,  (leia mais) - Sem Polêmica