RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

sábado, 31 de julho de 2010

NO FIO DA NAVALHA

Itaituba - em seu Blog de vanguarda meu super pesado amigo João Paxiúba que assina o  Curto & Grosso divulga que o  Ministério Público Eleitoral manifestou-se pelo indeferimento do registro de candidatura de Jader Barbalho, que pleiteia uma vaga de Senador.

Sempre se fala que Jáder Barbalho é um homem que dispensa apresentação, mas pra quem ainda tem dúvida do perfil moral dessa fera entre suas estripulias,  estão viagens fantásticas pelo Banpará, Sudam, ranários da vida e tantos garimpos sem malárias deste Pará do Salvem-se Quem Puder!

Ja imaginaram JB sair ileso das malhas da Justiça Eleitoral ou Federal e receber Salvo Conduto? -seria uma porteira aberta para os contestados  reis da bandalheira.

---------
Caricatura meramente ilustrativa

sexta-feira, 30 de julho de 2010

MAIS COMENTÁRIOS SOBRE MATÉRIA ENVOLVENDO IVÂNIO ALENCAR

Nonato Silva
deixou um novo comentário sobre a sua postagem "
IVÂNIO ALENCAR REFORÇA IDEAL INDIGENISTA DE LUTA...":
Walter, o Jornalismo é uma ferramenta onde é veiculada a informação séria e descompromissada de interesses secundários. Você tem usado essa ferramenta como veículo de informação e de utilidade pública, como no caso dos desaparecidos durante a corrida do ouro e agora você escreveu sobre o amigo e irmão Ivânio Alencar, um grande profissional que reúne todos os adjetivos que uma pessoa séria e honesta possui. Sinto-me com uma ponta de orgulho por ser colaborador do Rastilho. Um grande abraço.
Publicar este comentário.


Roberto Strapasson
deixou um novo comentário sobre a sua postagem "
IVÂNIO ALENCAR REFORÇA IDEAL INDIGENISTA DE LUTA...":
Amigo Walter,
Infelizmente, muitos blogueiros utilizam-se dessa importante ferramenta de comunicação, os Blogs, como um reduto de fofocas e meias verdades. Você vai na contra-mão, e faz do teclado de um computador, um livro aberto, levando informação com seriedade e dinamismo.
Prova disso é essa excelente matéria com nosso grande companheiro de luta pela causa indigenista, Ivanio de Alencar Nogueira. Embora o conheça a pouco tempo, sua dinâmica de trabalho já deixou bem claro a que veio, e quem ganha com sua presença é o município de Jacareacanga, em especial o Povo Munduruku.
Cordiais saudações a todos os leitores do Rastilho.

-----------Remendo RP
Agradeço em primeiro lugar as referências elogiosas ao Blog feitas pelos leitores queridissimos Nonato e Beto Strapasson. É desse estímulo que somos levados a traçar planos de voos cada vez mais altos propagando a noticia com responsabilidade. Meu  lucro não é financeio e sim moral e ganho muito em encontar comentarios como os seus, que dá-me maior responsabilidade  ainda. Obrigado mesmo.

Em segundo plano apresento dois perfis retratando do nosso amigo Ivanio. O primeiro era quando estava em Itacoatiara magérrimo que dava dó, o segundo é  completamente obeso, talves devido ser glutão e vejam suas mãos, deve ser ferrada de "pium"
Abraço voces amigos!

terça-feira, 27 de julho de 2010

SAÚDE PÚBLICA: JACAREACANGA GANHA AMBULÂNCIA DO PROJETO SAMU

Os avanços no atendimento à saúde pública no Estado do Pará têm alcançado todos os 143 municípios. As realizações do Governo do Estado, como implantação do novo parque radioterápico do Hospital Ophir Loyola (HOL) de Belém e Hospital Regional de Santarém; instalação de Unidades de Cuidados Intermediários (UCIs) e conclusão de hospitais de pequeno porte em diversos municípios; funcionamento dos Hospitais Regionais; fortalecimento da Atenção Primária, com repasse de recursos do Fundo Estadual de Saúde para os Fundos Municipais de Saúde de todos os municípios paraenses; e inauguração do Banco de Sangue de Cordão Umbilical na Fundação Hemopa, representa o compromisso da Governadora Ana Júlia em melhorar ainda mais o atendimento à saúde do povo paraense.

Em Jacareacanga, o governo estadual vem solidificando sua presença com o aparelhamento do serviço de saúde do município. O governo paraense já repassou à Secretaria Municipal de Saúde duas lanchas com motor 25 HP, uma moto 150 cilindradas, duas pick-ups 4x4, aparelhos de microscópios, e na sexta-feira passada (23/07), entregou a vários municípios mais ambulâncias, estas, do projeto SAMU-Serviço de Atendimento Móvel de Urgência.

A solenidade de entrega das ambulâncias foi realizada pela secretária de Estado de saúde Sílvia Comarú e contou com a presença de vários prefeitos. Representando o prefeito Raulien Queiroz esteve presente o assessor jurídico Cleber Rodrigues. De acordo com informações do Dr. Cleber, devido ao período eleitoral, foi feita uma Cessão de Uso. “Essa cessão tem a vigência de 12 meses, e, só após será feito o Termo de Doação”, explica.

A doação das ambulâncias do SAMU é uma estratégia dos Governos Federal e Estadual em implementar a saúde no Estado do Pará e segundo o Dr. Cleber, faz parte do Plano Estadual de Emergência, que contará ainda com o apoio de 3 helicópteros sediados em Belém, Santarém e Marabá, que se deslocarão para buscar pacientes em situação de urgência e trazer para tratamento nos Hospitais Pólos.

Dr. Cleber ainda esclarece que de acordo com o Plano Estadual de Emergência os municípios receberão a partir de janeiro do ano que vem, um repasse na ordem 18 mil reais por mês, para arcar com os custos do Plano “A contrapartida do município será a parte de pessoal. Os motoristas, enfermeiros e técnicos em enfermagem, passarão por uma capacitação em Santarém, onde receberão orientação sobre o funcionamento do veículo e seus equipamentos”, adianta Cleber.

O projeto piloto do SAMU brasileiro aconteceu em Porto Alegre e em Ribeirão Preto. Nas cidades brasileiras onde o serviço é disponibilizado o telefone para solicitá-lo é o 192 (ligação gratuita). As ambulâncias do SAMU são divididas em:

• USA – Unidades de Suporte Avançado (UTIs móveis), usadas em casos mais graves
• USB – Unidades de Suporte Básico
• VT – Veículos de Transporte, são usadas em casos mais simples
• MOTOLANCIA: Veículos de intervenção rápida. Usada para fazer um pré-atendimento.
• AMBULANCHA: Unidade de Socorro Aquático.
• HELICÓPTERO: Unidade de Socorro Aéreo.

Com o SAMU 192, o governo federal está reduzindo o número de óbitos, o tempo de internação em hospitais e as seqüelas decorrentes da falta de socorro precoce. O serviço funciona 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas que atendem às urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população.
Texto Nonato Silva/ASCOM PMJ

domingo, 25 de julho de 2010

MATÉRIAS COMENTADAS

Millena deixou um novo comentário sobre a sua postagem "DESAPARECIDOS EM AÇÃO":

Mesmo...em meio a tantas histórias hediondas, tantos enredos que pôem o caráter humano a prova...encontram-se pessoas sinceras, compadecidas com o sofrimento de outrem... o senhor seu Walter é um exemplo claro de que ainda existe bondade no mundo. Aceite nosso sincero agradecimento por todo o seu esforço em nos ajudar na busca de nosso ente querido.
Millena e família.
Publicar este comentário.

IAN deixou um novo comentário sobre a sua postagem "ITAITUBA – POLEIRO DE FRANGAS AVENTUREIRAS":
Eu imagino como fica a consciencia de um povo que ha anos estão sendo vitimas de chock cerebral, onde uma pequena burguesia insiste em triunfar sobre o destino de muitos que acustumadamente vive a mercer de um bando de saltibandos que buscam incitar e subtrair a cinsciencia de um povo que está acostumado a retroceder aos caprichos de politicos que querem apenas ser vistos como um martire ou um icone na politica do estado, e se esquece que é no seu curral eleitoral que ele é reconhecido como um representante do povo, infelizmente alguns politicos se esquecem que todas as pompas e brilhos que refletem seus diplomas de autoridades, é um fato assinado pelo povo que sempre leva a pior por não saber o caminho a tomar. digo porém a todos que Retroceder Sempre, Rendesse Jamais! PENSE NISSO, seu voto transformam esses meros mortais em AUTORIDADES IMPOLUTAS e o povo que é VITIMA DA SUA PRÓPRIA FALTA DE VISÃO, passa a ser o espectador de um circo sem picadeiros onde o ator principal chamado de palhaço é simplesmente o povo que sem pintura no rosto manifesta o desejo de colocar no poder e comando de uma cidade aqueles que estão garantindo plataforma politica. ACORDA GENTE, ATÉ QUANDO ESSA CIDADE VAI SER SAQUEADA... Ass.IAN
Publicar este comentário.

Rui deixou um novo comentário sobre a sua postagem "ITAITUBA – POLEIRO DE FRANGAS AVENTUREIRAS":
Patifaria isso. Comoacreditar em um homem que prefere apoiar gente de fora. Tem muita grana e patifaria nisso
Postar um comentário.

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "PF PRENDE COORDENADOR DA FUNASA E MAIS TRÊS PESSOA...":
Como seria interessante a PF fazer uma investigação na FUNASA em Itaituba! Olha muita coisa iria vir a tona...
Publicar este comentário.

Alcides deixou um novo comentário sobre a sua postagem "FOGO AMIGO NO PMDB EM ITAITUBA":
o PMDB de itaituba é casa de bamba, todo mundo bebe todo mundo manda. Coisa ridicula é o Wilmar Freire permitir que o Valmir Climaco deite e rola e em quanto isso Wilmar fica so no sim senhor!
Publicar este comentário.

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "ASSALTO À MÃO ARMADA PRODUZ 2,5 KG DE OURO AOS BAN...":
Ourominas, campeã na categoria de vítima de assaltos!! Tá na hora das seguradoras de valores averiguarem mais a fundo esses "assaltos".
Publicar este comentário.

Lucio Freire deixou um novo comentário sobre a sua postagem "NÓIA: A TRAJETÓRIA DE UM POLICIAL QUE DESPERTA AMO...":
Walter, fico feliz com a dedicatória ao Sargento Nóia, pessoa que tive a oportundiade de conviver algum tempo enquanto reporter na região. Sei o quanto ele foi e é perseguido pela sua atuação como policial, mas, o policial importantíssimo para a sociedade do sudoeste do Estado. Na minha opinião, ele merece o título... Parabéns ao João Crente por reconhecer o trabalho do amigo Noia. Um abraço.
Publicar este comentário.

Alessandro deixou um novo comentário sobre a sua postagem "NÓIA: A TRAJETÓRIA DE UM POLICIAL QUE DESPERTA AMO...":
olá companheiro Walter,bom dia, estou passando pelo seu blog e quero parabenizá-lo pelo texto e dedicatória sobre o nóia, vou pegar ela emprestado, estou sem tempo pra postar alguma coisa essa semana,rsrs, desde já agradeço um abraço...Alessandro- portaltrairense.
Publicar este comentário.

Vilson Schuber deixou um novo comentário sobre a sua postagem "LUTO EM ITAITUBA":
É, meu caro, a gente vai ficando de cabelos brancos e, aos poucos os antigos amigos e pessoas de nosso relacionamento vão nos deixando.
O Chiclete, além de excelente músico foi um dos primeiros operadores de máquinas pesadas de Itaituba, trabalhando para a Prefeitura Municipal, quando o conheci, em 1973 na gestão do Prefeito Altamiro Raimundo da Silva, que há um mês nos deixou também, e, o sr. Malaquias, com a calma e a tranquilidade que lhe eram peculiares com certeza já está tomando conta de seu posto junto ao Senhor dos Mundos.
Minhas condolências às familias enlutadas, fica a saudade de ambos, ou melhor dos três que nos deixaram num curto espaço de tempo.
Publicar este comentário.

Lucio Freire deixou um novo comentário sobre a sua postagem "ELIEL SODRÉ: PORTA-VOZ DO GOVERNO CLIMACO":
Realmente Walter, Valmir acertou em nomear Eliel para a comunicação, acredito na sua competencia, mas como todo profissional, Eliel precisa tomar cuidado com para não colocar o Valmir acima da ética e dos bons princípios... Isso muitas vezes desgasta o bom profissional.
Publicar este comentário.

Maria deixou um novo comentário sobre a sua postagem "POVO MUNDURUKU PERDE FUNAI DE ITAITUBA PARA SANTAR...":
ISSO JÁ ERA DE SE ESPERAR, FORAM COLOCAR UMA CORJA DE SANGUeSSUGAS INRESPONSAVÉIS E DESCOMPROMISSADOS COM A CAUSA INDÍGENA NO PODER AGORA AGUENTA, ,MAIS NÃO ESQUEÇAM, QUE QUANDO OS PARENTES QUISEREM FAZER " SARARIO MATERNIDADE, PEDIR GASORINA, GARETO E MUTOR 40",TEM QUE IR PARA SANTARÉM 800 KM DE JACAREACANGA, O ATENDIMENTO NAO VAI SER MAIS EM ITAITUBA. PARABÉNS VOCES CONSEGUIRAM O IMPOSSIVEL, FAZER COM QUE A BASE DA FUNAI DE ITAITUBA SEJA TRANSFERIDA PARA SANTAREM 800 KM DE JACAREACANGA. NÃO ESQUEÇAM QUE FOI SIMPLISMENTE POR FALTA DE PLANEJAMENTO, TAMBÉM FORAM CONTRATAR UMA PESSOA QUE NÃO TEM DISPONIBILIDADE TOTAL PARA A CAUSA INDIGENA, ELA NÃO TEM TEMPO PARA RESPODER NENHUM DOCUMENTO ENVIADO PELA FUNAI DE BRASILIA. COMO DIZ O MEU AMIGO COXINHA O QUE MESMO QUE ESSES CARNIÇAS ESTÃO FAZENDO?
Publicar este comentário.

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "FUNAI REALIZARÁ SEMINÁRIOS SOBRE MUDANÇAS NO ÓRGÃ...":
Parece Brincadeira, mais Ademir Kaba simplesmente esta no local errado e na hora errada, pois esta na aldeia sai Cinza enquanto deveria esta em Brasilia-DF participando de Audiencia só com COORDENADORES REGIONAIS para discutir a reestruturação da FUNAI, mais na sua concepção ( mais que concepção ) inresponsavel, resolveu vim se esconder na aldeia em vez de enfrenta o problema de frente. Enquanto o André esta na Aldeia Sai cinza tirando o foco de toda as polemicas que envolvem a Funai, com seu discurso indigenista de entupigaitado que só serve para enrolar e inludir os indigenas..
Publicar este comentário.

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "UM SOSSEGA LEÃO NA FALIDA OPOSIÇÃO":
Esse tipo de atitude tomada pelo blog em difundir os politicos cara de madeira, que incansavelmente busca tirar proveitos dos seus próprios erros transferindo-os para os outros, e o resultado de tudo isso é a verdade predominante. esse que se sujou porque quis a casa caiu óleo de peroba, rsrs... a mascara caiu seu sombra. esse país tem que ser passado a limpo e tem que passar o rodo nessas sujeiras que empreguinam nossa consciência, onde eles subtraem a nossa fé em NÃO querer um país e uma cidade mais justa." CARA" a casa caiu. mas fique tranquilo que vc está fazendo parte de uma grande massa de politicos desonestos desse país, não fique triste, aguardem noticias de uma dupla de dois, eles se chamam! RECORECO E TAMBORIM...o Câncer do dinheiro Publico...
Publicar este comentário.

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "UM SOSSEGA LEÃO NA FALIDA OPOSIÇÃO":
Perfeitas colocações! E é mais uma pra conta!!!!
Publicar este comentário.

Nonato Silva deixou um novo comentário sobre a sua postagem "BRILHA UMA ESTRELA: SOFIA CHEGOU!":
Parabéns Walter (avô), Diogo (pai)e Paula (mãe) pela chegada da linda e desejada Sofia. A competência indiscutível do Dr. Waldir, enfermeira Jessy e do Rusível, bem como de toda a equipe do HM demosntra a qualidade dos serviços prestados por essa Unidade de Saúde. À mais nova jacareacanguense da gema, desejo muita saúde e que as bençãos do grande Arquiteto do Universo te ilumine linda princesa. E que você seja uma luz para os seus pais.
Publicar este comentário.

ivanio deixou um novo comentário sobre a sua postagem "BRILHA UMA ESTRELA: SOFIA CHEGOU!": Parabéns meu sobrinho por garantir a vida da pequena SOFIA o direito de uma dia mudar o conceitos das pessoas tão crescidas aqui na terra, somente ao nascimento de uma linda criança é que podemos ter a certeza de que Deus nos ama verdadeiramente, pois Ele permite que possamos crescer e mutiplicar gerando uma vida para amarmos e ensinarmos num bom caminho. Deus abra as portas do céus para derramar sobre essa aliança uma paz. parabéns Diogo e Paula receba as bênçãos do Senhor Jesus. Tio Ivânio e família.
Publicar este comentário.

Pr. Harold e Marcia  deixou um novo comentário sobre a sua postagem "IVÂNIO ALENCAR REFORÇA IDEAL INDIGENISTA DE LUTA...":

Em primeiro lugar gostariamos de mais uma vez parabenizar o querido amigo Walter por esta materia e por tantas que vc tem feito dando enfase aos problemas que vem passando nosso querido povo Munduruku sabemos Walter que o que vc faz é d coração conhecemos seu amor pelos Munduruku desde de epoca em que era o Administrador da Funai, que por sinal um excelente profissional, num tempo em que ainda se via compromisso pela causa indigena.
Bem, com relaçao ao querido Ivanio parabens pelo trabalho pela iniciativa acreditamos que estamos tratando dos mesmos ideais, ou seja de tentar acordar os Munduruku desde sono de décadas e explicar a eles que o mundo mudou e esta mudando aceleradamente e que eles tem que sair desta situação apoiando e participando com interesse destas propostas que visem a geraçao de emprego e renda nas comunidades. Acabou a epoca do paternalismo as populações indigenas , em especial os Munduruku tem que começar a pensar em novas formas sustentaveis de sobrevivencia. Estes índios atraves das Ongs presentes na região, de suas associações, da Prefeitura e inclusive da propria Funai tem que juntos somar esforços no sentido de melhorar as condições de vida do povo, capacitar os jovens, gerar emprego utilizando o conhecimento tradicional e aperfeiçoando com técnicas modernas e refinadas o que se tem visando o mercado e principalmente o mercado internacional. Nós da missão Batista desde já nos colocamos como mais um parceiro para somar esforços no sentido de melhorar as condições de vida dos Munduruku.
Parabens Walter, Parabens Ivanio que o Senhor os abençoe e os proteja em suas empreitadas.
Pr. Harold e Marcia

Frank deixou um novo comentário sobre a sua postagem "SERIAM PUBAS DO MESMO SACO?":

Oi amigo ta muito legal teu blog
Publicar este comentário. -----------------Remendo RP Os comentários foram publicados com seu inteiro teor tal qual foram encaminhados. A opinião das pessoas que encaminharam os comentarios não refletem necessariamente nossa opinião

-QUE CULTURA!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

IVÂNIO ALENCAR REFORÇA IDEAL INDIGENISTA DE LUTA NO ALTO TAPAJÓS

Ivanio de Alencar Nogueira, 40 anos, casado com a senhora Élida Felipe Nogueira, pai de três filhos, é a terceira vez que atua funcionalmente nesta região do Tapajós, e faz questão de dizer, que sempre à convite. A primeira vez veio para Itaituba em 1990 e por um período legislativo trabalhou como assessor parlamentar no Poder Legislativo de Itaituba, e concomitantemente com essa assessoria fez incursões na Radio Itaituba como locutor de programas de interação com os adolescentes e adultos, e já somam em mais de duas décadas intermitentemente atuando nesse oficio de comunicação.

Em seguida no inicio de 1.994 surgiu o momento para trabalhar como indigenista em um Posto Indígena, onde destacou-se por relevantes serviços em defesa do grupo tribal Munduruku. Por certo tempo acometido de seguidas malárias, deixou a Funai e rumou para sua cidade natal Itacoatiara no vizinho estado do Amazonas. Sua volta para o Amazonas demorou pouco tempo pois a luta dos indígenas por seu território demarcado precisava de pessoas engajada nessa missão, e pela segunda vez à pedido dos indígenas a Funai contratara seus serviços que por mais 4 anos seguidos lutando ombreado com outros funcionários da FUNAI, e tendo conseguido alcançar o sonho da Terra Munduruku ser demarcada, uma vez mais despediu-se dos índios e rumou para sua terra. Diante do seu retorno voltou ao radio e enveredou pela atividade de evangelização onde constituiu-se por seu apego à atividade de propagar as “boas novas” esforçada pessoa e um Pastor Evangélico.

Para os Munduruku restou a saudade do esforçado indigenista e dedicado cidadão em defesa dos direitos indígenas, e para surpresa dos familiares de Ivanio, mais uma vez fora chamado para ajudar no desenvolvimento do trabalho administrativo indigenista, para assumir a Administração Regional da Funai já que se encontrava em situação caótica devido situação de falta de identificação desse trabalho com a causa indígena. Como Brasilia já teria nomeado outra pessoa, ficou por breve tempo assessorando a Associação Indigena Pusuru, para pouco tempo depois ser convidado pelo Poder Executivo à assumir a Secretaria Municipal de Assuntos Indígenas, onde desenvolve sua atual atenção deixando de lado momentaneamente o sistema de radio-difusão por não ter nesta região, e seu oficio de Pastor Evangélico.

 Em três ocasiões o RP (Rastilho de Pólvora) tentou conversar e fazer uma entrevista com o Secretário Ivanio, mas sempre éramos interrompidos ou por um índio para a resolução de problemas, ou por algum membro de sua equipe coletando informações, ou até atendendo chamados onde era requisitada sua presença. A coisa só aconteceu porque levei Ivanio para minha casa e em meio ao almoço (O cara come muiiiiito) conversamos bastante. Acompanhe a entrevista:

RPIvanio, de grande trabalhador da causa indígena que a FUNAI contou por alguns anos, voce passou por locução de programas evangélicos no Amazonas, depois para Pastor propriamente dito, e agora para Secretário de Assuntos Indígenas, explica isso, explica essa mutação funcional

Ivanio - As coisas acontecem da forma como Deus define. Veja você. Trabalhei em duas ocasiões com o s Mundurku  totalizando esse tempo em seis anos. Falo para todos no Amazonas, que o Pará é um estado que admiro e que acolhe e recebe bem as pessoas. Sou Cristão professo minha fé em Deus em Igreja pentecostal e em certa ocasião em meio a um culto, um experimentado Pastor sendo envolvido pelo Espírito Santo de Deus se dirigiu até a mim e em tom profético disse-me que eu sairia do meio de minha parentela e iria tomar assento em meio a grandes decisões de um povo necessitado, e que se fosse entendido meu trabalho, profícuos e duradouros progressos faria em defesa desse povo. Pouco tempo depois em meio ao café da manha à mesa com minha família recebi um insistente telefonema e curioso que era de Jacareacanga, desse telefonema que me convidava para assumir a Funai, que ao final não deu certo por questões meramente politicas, estou de volta à  Jacareacanga, trabalhando com um povo que tenho profunda afeição e com a tendência de fazer um bom trabalho.

RP – Qual são suas atribuições na Pasta da Secretaria de Assuntos Indigenas?

Ivanio - a principio é criar mecanismos que visem fomentar a subsistência desse povo, garantindo para o indígena o direito de ter uma vida melhor. Agora essa luta é árdua, duradoura e necessita de vários entes para essa batalha. Necessitamos da Funai, Funasa ONG’s que atuam na causa e ainda dos próprios indios para essa batalha. É impossível somente a Prefeitura atuar nessa questão.

RP – Já existe uma linha de ação para planejamento desse caminho para se conseguir vitorias na criação desses mecanismos?

IvanioCom certeza. Nosso ideal é buscarmos parcerias que visem fortalecer a economia e vida dos indígenas com projetos que beneficiem a coletividade mas que sejam de domínio cultural dos mesmos. Entre esses projetos podemos destacar: Projeto Farinha Já há por parte da Secretaria de Agricultura através do Secretário Roberto Strapasson uma preocupação para isso e já capacitou denezas de indígenas do Kabitutu para a confecção de uma farinha de qualidade para praticarem o comercio e isso será evidente que produzirá renda no seio da coletividade. Temos já em fase de execução em parceria com Strapasson a criação para breves dias da Feira da Agricultura Familiar de Jacareacanga, visando fazer o produtor ou seja os índios e ribeirinhos expor e vender seus produtos de roça. Se arrumarmos parcerias temos ainda muito o que avançar em apoio aos índios, como os projetos Canoa - Minha Estrada é o Rio, Projeto João de Barro que visa a fabricação de tijolos para fomentar renda e emprego, onde abrigaria como mão de obra estratégia para aproveitar e beneficiar varias famílias, Projeto Cidadão Tecendo o Saber, mais direcionados aos idosos para a confecção de malhadeiras, tarafas e redes para a captura do pescado evitando assim a disseminação de um agente de contaminação mas que é cultural que trata-se do timbó, e ainda temos projetos que visam o fortalecimento da riqueza cultural indigena. Como disse o município somente, é ineficiente para alavancar todos esses projetos, precisamos portanto de parceiros.
RPQual a expectativa dessas ações darem certo?

IvanioSomente para um ente, a coisa não deslancha, mas havendo parcerias é viável e mais fácil alcançarmos êxito. É fato que o Governo Raulien Queiróz almeja esse êxito e para isso dentro de suas possibilidades dá-nos o apoio. Mas como disse é preciso que a Funai, e outros parceiros mostrem a cara. Veja bem, hoje em Jacareacanga em sua parte periférica estão se amontoando pessoas e formando bolsões de pobreza, é a miséria rondando nosso povo. Acabou-se a corrida de ouro na região; nada é produzido de renda e emprego, só existe a Prefeitura para combater essas mazelas, e então o que fazer? Darmos as mãos e irmos à luta. Falo sempre que a parceria é o caminho para o sucesso e reverter esse quadro de carência não só dos índios como da população residente na sede do município deve ser uma luta coletiva.

RPQual o publico alvo a ser alcançado?

Ivanio - Em resumo, TODOS! todos os indigenas formam o publico-alvo. Primeiro temos que ter receita, participação dos parceiros e depois elegeremos as prioridades e nossas ações fluirão com trabalho e dedicação. Nossa Secretaria será o norteador das ações e abrigará com muita atenção a parcela desprendida pelos parceiros. Se os parceiros quiserem liderar esse movimento de alavancarmos progressos aos Munduruku, seremos mais um elo e La estaremos.

RPQuantos núcleos humanos compõe a Terra Indígena?

IvanioOs aldeamentos crescem à medida que cresce o povo indigena. Hoje nossa atenção se desperta para a Terra indígena em mais de 110 aldeamentos distribuídos em mais de dois milhões de hectares, então veja bem a superfície que nossa atenção pode chegar é maior que muitos países. As dificuldades para transitarmos nessas aldeias são imensas, corredeiras, cachoeiras, distancias são adversidades que temos que vencer. Só para se citar um exemplo da grande distancia que temos que percorrer para a Secretaria de Educação  levar a merenda escolar em determinada aldeia, o custo com combustíveis, piloto, transporte muitas vezes é superior ao custo da merenda.

RPO que mais preocupa o Poder Executivo com relação aos indígenas?

IvanioA falta de uma política indigenista que satisfaça os anseios e direitos do povo. Hoje a Funai que deveria ser o carro chefe de se buscar alternativas em algumas atividades parece confundir-se com sua atuação deixando os índios muitas vezes fora de suas ações. Insistimos na presença da Funai em parcerias não obtivemos vitorias nesse sentido. Para citar um exemplo da falta de compromisso dessa instituição realizou-se uma audiência publica por iniciativa do Ministério Publico de Jacareacanga visando coibir o uso e disseminação de bebidas alcoólicas entre os índios e apesar da presença de dois indigenistas, nada mais a Funai reportou-se a respeito e ficou acertado que a SEMAI, a Funai e, outros parceiros como Funasa planejariam um propósito de se estender palestras educativas e outros métodos de se coibir a disseminação de bebidas alcoolicas, e ainda até ações judiciais contra os vendedores. Os parceiros não apareceram.

RPJustifique o motivo de somente no segundo ano de mandato do Raulien a Secretaria Indígena ser criada?

Ivanio por um motivo simples. Sabe-se que a administração municipal é conduzida por um planejamento denominado de Plano Plurianual ou PPA que tem uma abrangência de quatro anos, e uma vigência a partir do segundo ano de atuação do prefeito, trocando em miúdos o Plano confeccionado pela Equipe de Raulien tem vigência até o primeiro ano do governo de quem o suceder. E no Governo anterior ao de Raulien Queiróz no PPA não estava contida ou contemplado a criação da Secretaria de Assuntos Indígenas, daí a criação da Secretaria a partir deste ano.

RPComo é recebido o trabalho da Secretaria de Assuntos Indígenas junto ao público alvo: Os Indígenas?

Ivanio - A política partidária dividiu os índios e causou profundas e marcantes cicatrizes no relacionamento entre parentes, que de outro ângulo parecem irreparáveis. Veja bem, Raulien Queiroz irrompeu um paradigma que durou 12 anos em que os índios foram guindados a formarem um curral eleitoral com mimos e presentes fartos para as lideranças que tinham vínculos de trabalhos para nada fazerem e esse exagerado respeito que os índios foram obrigados a ter por seus “compadres e amigos” facilitaram a vida de uma minoria e expuseram a maioria realmente à miséria, já que absolutamente nada foi feito para a coletividade principalmente de apoio a economia que daria um ensaio de auto-sustentação. Ao se visitar a Terra Indígena será visto em muitas aldeias o descaso e desapego desses políticos com a causa dos índios; até melhorias sanitárias que recursos foram descentralizados, não foram aplicados em sua totalidade nesse propósito e afora outras atividades tão necessárias na economia tribal não foram executadas porque recursos para tal foram supostamente desviados segundo depoimentos de próprios indígenas e outra parte diluída na compra de mimos e presentes para os “cumpadis”. Em suma, nosso trabalho é recebido muito bem pelos indígenas, mas a sanha selvagem e viciada de alguns politiqueiros que impregnam o seio indígena insistem em querer desacreditar nosso trabalho. Não me reporto sob o foco de analisar os  políticos indígenas, esses sim são também vitimas desses malfeitores da política.

RPE o Ivanio... quando vai embora de Jacareacanga, e quando retorna já que seu destino é ir e voltar?

IvanioMeu plano de vôo quem direciona é Deus. Como me reportei no inicio de nossa conversa. O que concorreu para  minha vinda pela terceira vez para cá, foi a revelação que um homem de Deus teve e me repassou como missão. Estou executando, se Deus permitir me assentarei na roda de pessoas de bem e mudaremos o rumo da historia desse povo que tanto necessita de pessoas serias ao seu redor.

MALÁRIA REGISTRA ÍNDICE INTOLERÁVEL E ASSUSTA

JACAREACANAGA: SESPA E SECRETARIA DE SAÚDE SE UNEM AO COMBATE Á MALÁRIA
 A Secretaria de Saúde do município de Jacareacanga ganhou recentemente reforço do Governo Estadual através da Secretaria de Estado de Saúde do Pará-SESPA, no combate à malária. Uma equipe com treze técnicos com especialidade em doenças endêmicas da 9ª Regional de Saúde de Santarém, inclusive uma representante do Ministério da Saúde, estão em Jacareacanga realizando uma força tarefa em parceria com a secretaria Municipal de Saúde, com o objetivo de reduzir os altos índices de casos de malária registrados no município neste primeiro semestre de 2010.

A malária, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é a doença infectocontagiosa tropical que mais causa problemas sociais e econômicos no mundo, somente superada em número de mortes pela aids. Presente em mais de 100 países, a malária ameaça 40% da população mundial. A cada ano, 500 milhões de pessoas são infectadas e dois milhões morrem da doença, levando a óbito uma criança a cada 30 segundos. Nas Américas, a malária é transmitida em 21 países, onde é estimado que aproximadamente 203 milhões de pessoas vivem em áreas com algum risco de transmissão. No Brasil, a existência de malária é registrada desde 1587. Dados da OMS mostram que no ano de 2002 o Brasil foi responsável por cerca de 40,5% dos 960.000 casos notificados nas Américas. (Revista Paraense de Medicina)

No início da década de 90, a malária encontrava-se praticamente limitada a 79 municípios da região amazônica, ligados fundamentalmente às atividades de mineração. Contudo em face da intensa movimentação populacional na região, os indivíduos portadores da doença propiciaram sua expansão, promovendo, inclusive a urbanização da doença em várias cidades da Amazônia Legal. A malária é vista hoje, no contexto mundial, como um grave problema de saúde pública que afeta principalmente os países em desenvolvimento de clima tropical e subtropical, onde as condições ambientais favorecem a manutenção e o desenvolvimento dos vetores da doença.

De acordo com o secretário de saúde de Jacareacanga Claudio Faleiro, em Jacareacanga os registros de malária apontam para um número preocupante de casos da doença nas regiões de garimpos, nas aldeias indígenas e na sede do município. “A proliferação do mosquito transmissor da malária acontece com maior intensidade no período de chuva. Nas áreas garimpeiras as formações de bacias hidrográficas se tornam ambientes propícios à multiplicação do mosquito transmissor”, disse o secretário, acrescentando que o agente proliferador da doença é a fêmea do anofelino.

O educador de saúde da SESPA, João Portela, bem como Tarita, assessora de Projeto Global do Ministério da Saúde e Edileuza Viana coordenadora da equipe de endemias de Jacareacanga, reuniram-se com acadêmicos da FAI, onde explanaram sobre o quadro atual dos casos de malária na região oeste do Pará. De acordo com João Portela, os municípios de Itaituba, Novo Progresso e Jacareacanga apresentam um quadro de alto risco da doença, respondendo por 70% dos registros de malária na região. “Em Jacareacanga foram registrados de janeiro a maio 2.836 casos de malária, sendo diagnosticado deste total 392 casos na sede do município”, disse Portela, acrescentando que a faixa etária mais preocupante é a de 0 a 4 anos com 392 diagnósticos positivos.

Já a enfermeira Edileuza Viana, que assumiu há cerca de um mês a coordenação de endemias de Jacareacanga, disse que a equipe da SESPA e a equipe de endemias da secretaria Municipal de Saúde, estão em conjunto trabalhando para identificar as áreas críticas e combater a doença. “Na sede do município já começaram os borrifações com inseticida de combate ao mosquito transmissor da malária. Já foram coletadas lâminas em todos os bairros da sede e estaremos estendendo essas ações nas regiões de garimpos e aldeias indígenas”, disse. “O prefeito Raulien Queiroz ficou preocupado com a situação e já determinou que fosse reforçada a equipe de agentes comunitários de saúde para formar uma frente de combate à doença. Os técnicos da SESPA estarão capacitando essas pessoas”, disse Edileuza.

Texto e fotos
Nonato Silva/ASCOM-PMJ

quarta-feira, 21 de julho de 2010

UM SOSSEGA LEÃO NA FALIDA OPOSIÇÃO

Jacareacanga - Noticias que chegam da capital dão conta que o Tribunal Regional Eleitoral colocou ponto final na busca incessante e inglória da falida oposição politica de Jacareacanga, que a todo custo queria rasgar o Diploma do Prefeito legitimamente eleito pelo povo.

Como ao acusador cabe o ônus da prova e isso nunca existiu, ruiu a atitude revanchista  e maquiavélica de quem não está limpo  querer sujar a todos.

FAZENDAS LÁ, AMBIENTALISTAS AQUI!

Por Denis Lerrer Rosenfield (*)
Solicitado por vários leitores a voltar ao tema das ONGs, mostrarei a vinculação entre os "fazendeiros" americanos e a atuação de ONGs ambientalistas no Brasil. Trata-se de uma curiosa conjunção entre o agronegócio americano, ONGs ambientalistas (aqui, evidentemente), grandes empresas, governos e "movimentos sociais" no País.

A National Farmers Union (União Nacional dos Fazendeiros) e a Avoided Deforestation Partners (Parceiros pelo Desmatamento Evitado), dos EUA, encomendaram um estudo, assinado por Shari Friedman, da David Gardiner & Associates, publicado em 2010, para analisar a relação entre o desmatamento tropical e a competitividade americana na agricultura e na indústria da madeira. O seu título é altamente eloquente: Fazendas aqui, florestas lá.
O diagnóstico do estudo é que o desmatamento tropical na agricultura, pecuária e de florestas conduziu a uma "dramática expansão da produção de commodities que compete diretamente com os produtos americanos". Ou seja, é a competitividade do agronegócio brasileiro que deve ser diminuída para tornar mais competitivos os produtos americanos. O estudo é tão detalhado que chega a mostrar quanto ganhariam os Estados americanos e o país como um todo. E calcula que o ganho americano seria de US$ 190 bilhões a US$ 270 bilhões entre 2012 e 2030.

As campanhas pela conservação das florestas tropicais e seu reflorestamento não seriam, nessa perspectiva, uma luta pela "humanidade". Elas respondem a interesses que não têm nada de ambientalistas. Ao contrário, o estudo chega a afirmar que os compromissos ambientalistas nos EUA poderiam até ser flexibilizados segundo as regras atuais, que não preveem nenhum reflorestamento de florestas nativas, do tipo "reserva legal", só existente em nosso país. Também denomina isso de "compensação", que poderia ser enunciada da seguinte maneira: mais preservação lá (no Brasil), menos preservação aqui (nos EUA).

Cito: "Eliminando o desmatamento por volta de 2030, limitar-se-iam os ganhos da expansão agrícola e da indústria da madeira nos países tropicais, produzindo um campo mais favorável para os produtos americanos no mercado global das commodities." Eles têm, pelo menos, o mérito da clareza, enquanto seus adeptos mascaram suas atividades.
Esse estudo reconhece o seu débito com a ONG Conservation International e com Barbara Bramble, da National Wildlife Federation, seção americana da WWF, igualmente presente em nosso país.

A Conservation International é citada duas vezes na página de agradecimentos, suponho que não por suas divergências. Mas ela publica em seu site um artigo dizendo-se contrária ao estudo. A impressão que se tem é a de que se trata de um artifício retórico para se desresponsabilizar das repercussões negativas desse estudo em nosso país e, em particular, na Câmara dos Deputados. Logicamente falando, sua posição não se sustenta, pois ao refutar as conclusões do artigo não deixa de compartilhar suas premissas. A rigor, não segue o princípio de não-contradição, condição de todo pensamento racional.
Por que não defende a "reserva legal" nos EUA e na Europa, segundo os mesmos princípios defendidos aqui? Seria porque contrariaria os interesses dos fazendeiros e agroindustriais de lá? Entre seus apoiadores se destacam Wall Mart, McDonald"s, Bank of America, Shell, Cargill, Kraft Foods Inc., Rio Tinto, Ford Motor Company, Volkswagen, WWF e Usaid. Os dados foram extraídos de seu site internacional.
Barbara Bramble é consultora sênior da National Wildlife Federation, a WWF americana. Sua seção brasileira segue os mesmos princípios e modos de atuação, tendo o mesmo nome. Se fosse coerente, deveria lutar para que os 20% de "reserva legal", a ser criada nos EUA e na Europa, fossem dedicados à wildlife, a "vida selvagem". Entre seus apoiadores e financiadores (dados extraídos de sua prestação de contas de 2009), destacam-se o Banco HSBC, Amex, Ibope, Natura, Wall Mart, Conservation Internacional, Embaixada dos Países Baixos, Greenpeace e Instituto Socioambiental (ISA). A lista não é exaustiva. Observe-se que a ONG Conservation International reaparece como parceira da WWF.
Ora, essa mesma consultora é sócia-fundadora do ISA, ONG ambientalista e indigenista. A atuação dessa ONG nacional está centrada na luta dita pelo meio ambiente e pelos "povos da floresta". Advoga claramente pela constituição de "nações indígenas" no Brasil, defendendo para elas uma clara autonomia, etapa preliminar de sua independência posterior, nos termos da Declaração dos Povos Indígenas da ONU.

Ela, junto com o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), possui o mais completo mapeamento dos povos indígenas do Brasil. Sua posição é evidentemente contrária à revisão do Código Florestal. Dentre seus apoiadores e financiadores, destacam-se a Icco (Organização Intereclesiástica de Cooperação para o Desenvolvimento), a NCA (Ajuda da Igreja da Noruega), as Embaixadas da Noruega, Britânica, da Finlândia, do Canadá, a União Europeia, a Funai, a Natura e a Fundação Ford (dados foram extraídos de seu site).

O ISA compartilha as mesmas posições do Cimi, da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e do MST. Ora, esses "movimentos sociais", verdadeiras organizações políticas de esquerda radical, por sua vez, seguem os princípios da Teologia da Libertação, advogando pelo fim do agronegócio brasileiro e da economia de mercado, contra a construção de hidrelétricas e impondo severas restrições à mineração. Junto com as demais ONGs, lutam por uma substancial redução da soberania nacional.

Dedico este artigo aos 13 deputados, de diferentes partidos, e às suas equipes de assessores que tão dignamente souberam defender os interesses do Brasil, algo nada fácil nos dias de hoje.      
                 
*Denis Lerrer Rosenfield é professor de Filosofia na UFRGS. Artigo publicado no Jornal O Estado de São Paulo em 19/07/2010.
-- ----------Colaboração Vilson J. Schubert
Assessoria de Comunicação
Sistema FAEPA/SENAR-AR/PA
Fone: (91) 4008 5333
Cel: (91) 8119 7910
E-mail: ascom@faepanet.com.br
Siga-nos no Twitter: http://twitter.com/faepa

terça-feira, 20 de julho de 2010

HILTON AGUIAR SE MEXE E CLIMACO REVELA DESCOMPROMISSO POLITICO COM ITAITUBA

Itaituba - Hilton Aguiar candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado, se movimenta em busca de apoio, desta vez Hiltão reune-se com lideranças politicas de Novo Progresso.

Segundo Parente em sua página eletrônica, Hilton fez incursões rápida em Belém, Alenquer e santarém buscando apoio para sua campanha.

Hilton Aguiar é um dos legítimos candidatos de Itaituba e mesmo com sua bravura em lutar  buscando essa tão necessária vaga para Itaituba na ALEPA, deve mesmo ficar de fora, ja que são muitos os candidatos que estão em busca desse ideal. Só o "Homi do Chapéu" revelando desamor por este rincão, cede espaço para quatro candidatos totalmente estranhos, virem se banquetear no municipio tirando a oportunidade de termos um Deputado Estadual genuíno.

-Acorda Valmir! tenha dó!  
--------
Imagens meramente ilustrativas

BRILHA UMA ESTRELA: SOFIA CHEGOU!

Jacareacanga - Sofia Costa Tertulino, filha de Paula e Diogo Tertulino chegou para alegria de seus familiares e vasto círculo de amigos, dia 02 de julho sendo assistida pelo competente médico-cirurgião e obstetra Doutor  Valdir Simón.
Revelando sólida formação profissional a enfermeira Jéssie com especialização em obstetricia, mesmo estando fora de seu horario de trabalho acompanhou o ato cirúrgico dando mais tranquilidade à parturiente que priva de  seu enlace fraternal.
Particularmente me senti um pouco mais "usado" com a chegada de minha neta.
Registramos algumas fotos dos "entes"  que foram os primeiros a dar boas vindas à  Sofia.


ESSA DUPLA É DE MATAR!!!

Colaboração: José Augusto Fanti Ribeiro

segunda-feira, 19 de julho de 2010

AMAZON DREAM FOI À PIQUE

Itaituba - Imagens feitas pelo Jornalista e apresentador de Telejornal em Santarém Mauro Torres, registram imagens do Barco/Motor Amazon Dream que foi à pique por colidir com um banco de areia às proximidades de Santarém. O barco transportava 27 pessoas, das quais uma está desaparecida.

GLADIADOR DE ARAQUE

Itaituba - Destemperado, desequilibrado, truculento, agressivo, estúpido, esse são conceitos que a maioria das pessoas de Itaituba e região têm de Valmir Climaco, pecuarista, madeireiro e atual prefeito municipal de Itaituba.

Velho contumaz em confrontar-se com funcionários, fornecedores, adversários políticos com rispidez além de pessoas de seu relacionamento empresarial, como é de domínio público no município; Climaco desta vez colocou todos seus predicados depreciativos contra Isaac Dias Coordenador do Sintepp, por esse reclamar de direitos que julgava ter sua classe.

Valmir no embate com Isaac deveria saber que não estava lidando com subalterno ou capacho,  e sim com o representante de uma instituição. Perdeu, portanto grande oportunidade de passar à coletividade que mudou sem temperamento, entretanto se mudou foi para pior.

Se realmente Isaac chamou Valmir de safado, revela nesse ato, ausência de nobreza de caráter em tratar dessa forma um ser humano e uma autoridade, isso também seria safadeza.

-----------
Imagens meramente ilustrativas

domingo, 18 de julho de 2010

FUNAI REALIZARÁ SEMINÁRIOS SOBRE MUDANÇAS NO ÓRGÃO INDIGENISTA

Organizações indígenas e CNPI devem mobilizar comunidades para seminários em suas regiões

BRASILIA - A partir da segunda quinzena de agosto até o final de setembro, os povos indígenas de todos os Estados da Federação estarão envolvidos no processo de implantação da nova estrutura administrativa da Funai. Para atingir esta meta, a Funai realizará doze seminários em diferentes cidades, agrupando servidores de coordenações regionais e representantes das comunidades indígenas das jurisdições correspondentes. A presença dos indígenas é uma etapa fundamental para a consolidação do modelo de gestão participativa, que garante o protagonismo dos povos indígenas na implementação e execução das políticas públicas.

Rio Branco/AC, Maceió/AL, Ji-Paraná/RO, Campo Grande/MS, Palmas/TO, Eunápolis/BA, Manaus/AM, Belém/PA, Cruzeiro do Sul/AC, Barra do Garças/MT, Florianópolis/SC e Cuiabá/MT foram escolhidas para sediar os encontros. A previsão é que cada encontro reúna até cem indígenas, indicados pelas organizações indígenas locais, cuja mobilização será realizada pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) e pela Comissão Nacional de Política Indigenista (CNPI). Os seminários permitirão que cada Coordenação Regional da Funai estabeleça, em acordo com os indígenas, um planejamento para efetivar a instalação dos Comitês Regionais, previstos no Decreto nº 7.056, de 28 de dezembro de 2009.

Por meio dos seminários a Funai pretende disponibilizar informações que permitam a compreensão do momento atual da Funai como parte de um processo muito mais amplo, de atualização do funcionamento da instituição, tanto em termos de indigenismo, quanto de democracia. Além disso, os encontros permitirão à Funai identificar demandas de ajustes da localização das Coordenações Técnicas Locais (CTL), de acordo com a necessidade das comunidades. O Presidente da Funai, Márcio Meira, assinou no dia 07/jul a Portaria de nº 990/2010, determinando a localização das CTL, passo necessário para inciar o processo de convocação e lotação dos servidores aprovados e classificados no concurso público.
Info/ Marcelo Augusto
---------------Remendo RP
É pouco provavel que alguma coisa mude daquilo que a Funai planejou como reestruturação,  com esses seminários quer concentrar apenas a atenção dos indigenas  para  o novo modelo de gestão e gerenciamento  da causa indigena que ja está em funcionamento.

É fato inquestionável que a Funai de Itaituba será transferida para a Coordenação Técnica Regional do Tapajós em Santarém e deverá gerenciar ações  além dos Munduruku (a maior etnia do estado) para os ressurgidos do baixo Tapajós, Kaiapó do Baú e mais duas Coordeações Locais em Altamira.

Uma pessoa que luta bravamente em defesa de uma assistencia digna aos Munduruku encontra-se hoje lutando sozinha  para que a estrutura da Funai não se disatancie tanto assim e fique mais proximo dos Munduruku  ou seja em Itaituba, essa pessoa fazendo gestões via telefone junto aos Procuradores da República e entre esses Dr. Ubiratã Cazzeta ja está destinando documentação expondo a situação dificil dos Munduruku e procurou contato com o presidente da Funai e por estar ausente de Brasilia falou com o Chefe de Gabinete que tambem manifestou a decisão da Funai na transferencia para Santarém.

Pior do que se poderia imaginar é que sequer a maior população indigena do Pará (Munduruku) foi ouvida e mais trágico do que se poderia supor é que o assunto está fora da pauta de discussão e ao invés de se fazer um Seminário mais proximo da Terra Indigena Munduruku, farão em Belém, onde os Tembé, Kaiapó protagonizarão e deterão a atenção dos "indigestos indigenistas" e deverão lograr proveitos, enquanto os Munduruku...

Onde andam Ademir Kabá, Terezinha Vieira, André Ramos que não viram essa armação?
-Fato é que Ademir que anda balançando em seu cargo por ser omisso e inerte cuida mais de seu pombal que do pombal indigena, e foi à Brasilia mais para se garantir no cargo que adotar providencias em defesa dos Munduruku nesses Seminários. Enquanto isso os Munduruku...

sexta-feira, 16 de julho de 2010

O GRANDE PECADO DO BRASIL: O AVANÇO DA AGRICULTURA


E SE A GENTE COMEÇASSE A PRODUZIR MENOS COMIDA, PARA RECUPERAR MATA NATIVA, E APRENDESSE A FAZER MICAGEM E A SE PENDURAR EM ÁRVORES?

O deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP) foi a um evento numa central sindical ontem — a CGT — e defendeu o relatório que fez do Código Florestal, um bom relatório diga-se. O Brasil está se tornando um país tão esquisito em certas áreas que cabe a um comunista — teoricamente ao menos, ele ainda é… stalinista! — defender a produção agrícola. É bem verdade que, em certa medida, isso nem é assim tão despropositado. No que pode haver de virtuoso no idealismo comunista — aquele papo de “igualdade”, que, não obstante, já matou tanta gente —, o produtor rural brasileiro até que é bem camarada, né? A senadora Kátia Abreu (DEM-TO), presidente da CNA, relatou uma conversa que teve dia desses com um potentado da indústria brasileira. Conversa das mais curiosas. Num dado momento, disse ele à interlocutora:

— Vocês, produtores rurais, precisam pensar mais como negociantes. Vocês não são governo! Se o consenso dos políticos é pela redução da área plantada, se é isso o que majoritariamente quer a imprensa, que vive malhando vocês, se ninguém tem coragem de defender a produção agropecuária, conformem-se, plantem ou produzam carne na área que eles consideram a ideal. Vocês podem lucrar o mesmo produzindo em menos terras. É verdade que a produção vai cair. Mas o preço vai subir. Pra que ficar dando murro em ponta de faca? Vocês também têm o direito de parecer chiques e preocupados com o futuro da humanidade.
Pois é… Não é que faz sentido? Trata-se de uma das leis mais antigas da humanidade a definir o preço de alguma coisa: a lei da oferta e da procura. Aldo Rebelo, para o bem dos pobres brasileiros (vejam: na falta de políticos “liberais” que tenham coragem de defender o relatório do Código Florestal, cá estou eu a elogiar um comunista), decidiu eliminar do seu texto algumas medidas que DIMINUIRIAM A ÁREA DESTINADA À AGRICULTURA E À PECUÁRIA NO BRASIL. Se, em vez de “x” toneladas de comida (para ser genérico), o país produzir x-y, o que sobe é o preço. E quem se dana é o pobre, que terá uma comida mais cara e sofrerá os efeitos da inflação, que sempre pune menos os mais ricos porque conseguem encontrar alternativas.

Essa é, sem dúvida, uma das loucuras brasileiras. O setor que garante a comida mais barata do mundo e que tem respondido pela estabilidade da economia — é ele que impede que a balança comercial brasileira naufrague — é tratado como a Geni do país. Kátia Abreu, é bem verdade, é boa de briga. Mas, às vezes, eu a vejo quase solitária a dizer o óbvio. E os que exercitam aquela glossolalia ambientalista, descolados da realidade, são tratados como deuses, como entidades que tivessem descoberto “a coisa”.

Talvez o Brasil tenha cometido mesmo um grande pecado quando fez a agricultura avançar no cerrado. Aquela região toda deveria ter permanecido intacta. Os brasileiros, hoje em da, em vez de gastar 18% de sua renda — na média — com alimentação, continuariam a torrar os mesmos 48% do fim dos anos 60 e início dos 70. Comida barata, vejam que fabuloso!, significa mais renda para o pobre. Mas, se não querem, por que os produtores devem continuar a ser os alvos das ONGs, dos politicamente corretos e da Marina Silva? Chega de mártires e heróis, não é? Vamos ser todos ambientalistas. É isso aí. Querem diminuir a área plantada em São Paulo ? Diminua-se. Querem diminuir a área plantada em Goiás e Mato Grosso? Diminua-se. No aperto, a gente se reúne em torno daquela sábia árvore do filme Avatar e começa dizer coisas estranhas…

A gente também pode mudar de ramo e direcionar o país para uma nova janela de negócios, que seria, assim, o turismo de entretenimento. Os brasileiros todos se especializariam em malabares, saltos ginásticos, atividades circenses — a gente pode até botar uns rabos postiços para ficar brincando de se pendurar em arvores; em breve teríamos a nossa cauda natural, fiquem certos —, e os turistas pagariam para nos ver num cercadinho, em nossos alegres folguedos. Os mais divertidos fariam micagens; os mais enfezados jogariam frutas e cocô nos visitantes. Tudo isso em meio a uma natureza exuberante. De volta a seu país, no aeroporto, ganhariam de presente um creme anti-rugas, que produziríamos com nossa baba nativista.

É isso aí. O interlocutor de Kátia Abreu está certo. Eu também virei ecologista agora, desse tipo que, diante do Código Florestal, sai gritando feito Bambi: “Fogo! Fogo na floresta!” Talvez a senadora deva fazer o mesmo. Como a redução da área destinada à agropecuária não eliminaria a lei da oferta e da procura, os ditos “ruralistas” lucrariam a mesma coisa. É verdade que os pobres iriam se danar com comida mais cara e inflação. Pobre, vocês sabem, nunca está contente: você oferece uma natureza exuberante pra eles, e eles logo vão querendo comida barata.

Por Reinaldo Azevedo
---------
Fonte: Materia encaminhada por Vilson Schuber
Foto RP meramente ilustrativa

terça-feira, 13 de julho de 2010

DESAPARECIDOS EM AÇÃO

Ao Rastilho de Pólvora...
BOM DIA!
SOU MILLENA, VISITEI SEU BLOG: RASTILHO DE PÓLVORA, E FIQUEI MUITO ANSIOSA PRA ENTRAR EM CONTATO COM O SENHOR DEPOIS DE LER "DESAPARECIDOS EM AÇÃO". VOU EXPLICAR O POR QUÊ:

PRIMEIRAMENTE PARABENS PELA ESCRITA!

EM 1986 UM TIO MEU, EUSEBIO AIRES LISBOA, ESCREVEU SUA ULTIMA CARTA DE UM GARIMPO CHAMADO "PORTO RICO", MINHA AVÓ RECEBEU TAL CARTA, ATÉ HOJE ELA CHORA PELA FALTA DE NOTÍCIAS DO FILHO Q SAIU PRA TENTAR A SORTE NESTE GARIMPO E NUNCA MAIS VOLTOU.

MINHA AVÓ, DE POUCA INFORMAÇÃO, ANALFABETA, POUCO SABE DO ENDEREÇAMENTO DA TAL CARTA, O ENVELOPE FOI PERDIDO. NO ENTANDO NUM PEDAÇO BEM VELHO E GASTO PELO TEMPO, DA CARTA, PEDE PRA ELA MANDAR NOTÍCIAS E ENCAMINHAR UMA CARTA AOS CUIDADOS DE UM TAL "ARACATI".

COMO PERCEBE NO SEU BLOG, O SENHOR MENCIONA O GARIMPO PORTO RICO E TAMBÉM ARACATI, GOSTARIA MUITO, SE POSSÍVEL QUE O SENHOR ME DESSE DETALHES SOBRE ESSE ARACATI, TALVEZ O E-MAIL, TELEFONE, DE ALGUÉM QUE POSSA TER CONHECIDO MEU TIO EUSEBIO....

[MAIS DETALHES SOBRE EUSÉBIO:

SUA MÃE SE CHAMA EVA LISBOA PEREIRA, SEU PAI, FIRMO AIRES, SUAS IRMÃS RITA LISBOA PEREIRA E ANTÔNIA LISBOA PEREIRA. A FAMÍLIA MORAVA EM SÃO VICENTE, NO SERTÃO DO INTERIOR DO TOCANTINS (ANTIGO GOIAS), LOGO DEPOIS DA 2ª VIUVEZ DE SUA MÃE, VENDERAM AS TERRINHAS E SE MUDARAM PRA UMA CIDADEZINHA CHAMADA ARAGUAÍNA - TO, ONDE ATÉ HOJE MORAM SUAS IRMÃS E SUA MÃE.]

FICO AGUARDANDO MAIS INFORMAÇÕES.
DESDE JÁ ANTECIPO AGRADECIMENTO.
---------------
Veja na íntegra a carta do desaparecido para sua mãe.... a partir daí, o silêncio!
Através do Vereador Carlos Amazonas, Enfermeira Celma  e do Branco que trabalha em muitos anos com o Chico Aracati estamos fazendo buscas do cidadão desaparecido, ja encontramos duas pessoas chamadas Euzébio mas sem relação com a pessoa desaparecida. Estamos na luta. Vale lembrar que no local e no periodo em que transitou o Técnico em Eletronica Euzébio que veio aventurar-se nos garimpos do Tapajós, a vida na região pela competição em busca do "Caminho das Pedras" era dificil, hostil, pois obstáculos como malária, bebidas, drogas, pistoleiros e balas existiam em profusão. Não bastava apenas a pessoa ser pacífica... transformava-se em produto do meio que passava a viver...  Estamos em busca a esperança é a última que morre, uma resposta à familia será dada.
 
Veja a matéria publicada pelo RP, que motivou Millena escrever para o Rastilho.
 
sábado, 6 de fevereiro de 2010

DESAPARECIDOS EM AÇÃO!
(sem fotos ilustrativas)
Itaituba - Um verdadeiro eldorado transformou-se Itaituba com a corrida do ouro no vale do Tapajós com seu ápice de produção ocorrendo na década de 80, onde o aeroporto de Itaituba, em virtude da muito produtiva região aurífera do Tapajós registrar uma média diária de 400 pousos e decolagens, representando um movimento anual de 80.000 pousos e decolagens/ano. Nessa época, o mesmo foi considerado o 3º aeródromo mais movimentado do mundo.Algumas curiosidades que se registra dentre tantas ocorreu em 1983 em que, devido ao intenso movimento e a ausência de uma Torre de controle de trafego aéreo um monomotor pousou em cima de outro.

Em 1.994 já no declínio da produção um Cessna 402 da Empresa de Taxi Aéreo Kovacs após ter decolado, perdeu o controle, colidindo em consequencia com a superfície de uma lagoa, distante cerca de uma milha da cabeceira da pista . A aeronave sofreu perda total e o co-piloto e dois passageiros faleceram no local, por afogamento, após abandonarem a aeronave.

Incontáveis acidentes ceifaram a vida de muitas pessoas entre esses os pilotos, que cruzavam a Amazônia e principalmente a região do Vale do Tapajós transportando, garimpeiros, víveres, bebidas, vendedores de medicamentos que eram tidos como doutores, macumbeiros que alguns iam buscar em Codó/Ma para mostrar através de charlatanismo onde o jazimento era mais favorável para a cata do ouro, prostitutas para as horas de lazer, cozinheiras, para a confecção da comida e que muitas vezes achavam seu dono e protetor nos braços e afagos de um balseiro bamburrado. Nesse cenário entravam nos garimpos aventureiros, que topavam qualquer parada, como vendedores de balas calibre 38, 765 e cartucho 20 e 12 para escopetas, matadores de aluguel que matavam por um punhado de ouro, ou até uma pepita que passasse de 80 gramas.Quando os opostos se atraiam como a formosura de uma mulher, o entorpecimento do uisque barato vendido caro, umas tragadas no tarugo de marijuana, e ainda um garimpeiro com um trezoitão à cintura, evacorado, escorneado, humilhado, sacaneado pela kenga, quase sempre a noitada produzia duelos, emboscadas, e muitas mortes na currutela. um, dois, três, quatro ou mais dançavam a dança macabra da velha do cutelo. Esses seres que exageravam em não dar valor à vida em busca do bamburro, extravasavam nas orgias e alegria nos cabarés ou puteiros, logo, passariam a repousar eternamente em uma cova rasa nos garimpos do Tapajós. alguns ficavam insepultos, jogados no ermo, outros que eram sepultados em rede, eram os que tinham amigos parentes, ou socios influentes nas redondezas.Os comandantes Clódison, Pedro Mucura, Pedrinho, Darcy, Dentinho, Pombo, Guara, Levindo, Augusto Cercassim, Joseval, e Eduardo Augusto, esse bem mais recente, dentre muitos outros aeronautas perderam suas vidas ousando em voos com mal tempo, panes mecânicas, manutenção precária, voos cegos haja vista a inexistencia no Brasil do GPS, ainda navegação complcada pelo excesso do tráfego aéreo, excesso de peso nos aviões o que caracterizava imprudencia, para se ganhar mais dinheiro. Várias famílias perderam parentes e amigos nessa árdua e dificil, quase mpossivel missão. Somente filhos a Dona Carmina Borges do Vale, que por seu caráter de mulher decidida um pouco brava, "Carinhosamente" chamada de Carmansa, perdeu o dois filhos, Clódison na década de 70 e William “Mamá” no pool da produção do ouro. Mamá que tinha um relacionamento fraternal forte comigo, morreu de forma trágica no garimpo do Porto Rico no baixão Francisco Gomes/Nova Brasilia, ocasião em que acompanhava no avião, seu socio tambem piloto “Cabeça” Aldecy Queiroz. O sinistro aconteceu momentos depois da decolagem para Santarém no momento em que levavam consigo de carona um garimpeiro acometido de malária. Para não deixarem o homem que agonizava em febre na beira da pista morrer à míngua, resolveram revelando sólida formação humanitária levá-lo ao menos para morrer com dignidade em um hospital de Santarém; quando decolaram o bimotor, subitamente o enfermo, acometido de alucinações muito provavelmente pela forte febre e debilidade mental provocada pela doença atacou os dois aeronautas que não conseguiriam impedir as agressões do homem enlouquecido ja que estavam em operação de subida/decolagem, e perdendo o controle, a aeronave precipitou-se ao solo., causando morte instantanea nos pilotos. As pessoas que transitavam pela pista assistindo a decolagem do avião, antes desse desaparecer no horizonte, presenciaram uma cena trágica, subitamente a aeronave perdendo altitude choca-se ao solo em meio a forte estrondo, nesse instante muitos pessoas em Jeeps do Garimpeiro Chico Aracati foram para onde deu-se o sinistro, e presumiram o que teria acontecido, pois os dois pilotos segundo se comenta não seguiram a recomendação de uma "Enfermeira de garimpo" que orientou levarem o doente amarrado ja que estaria delirando. O desespero das pessoas que presenciaram o desastre ao verem os corpos inertes dos pilotos destroçados; acometidos de revolta incontida, conforme registra depoimentos dos que assistiram a cena chocante, vendo o débil mental, ileso, sair dos escombros, julgando que fora o causador da tragédia executaram-no à bala.

Alguns dias antes da tragédia que causou comoção no garimpo, Jacareacanga e Itaituba, me encontrei em Porto Rico, com meu amigo Mamá, quando tive que ir àquele garimpo comprar ouro para complementar uma quota que deveria ser levada para São Paulo para a Purimil e Zé Arara com urgência, e batendo um papo com aquela incrível figura humana que estava baseado no garimpo, pude ouvir de seu apurado humor na ocasião em que ao passavamos por um pequeno cemitério à beira da pista, ele olhando por toda a pequena extensão do Campo Santo que era cercado por arames farpado, gracejando como era sempre seu caráter de homem alegre e de bem com a vida disse-me apontando para o cercado, - sabe como esse negocio se chama? E respondeu: Curral de prender velhacos. Quem entra aí ta frito. Pouco dias depois William Borges do Vale o Mamá, aumentou a estatística das pessoas que sucumbiram nos garimpos da região atrás da projeção e compensação, tendo sido mais um desaparecido em ação.Os dias que antecederam sua morte, Mamá encontrava-se eufórico pois tinha comprado seu primeiro carro e importado (Miúra) e que naqueles dias iria em Belém para ver sua máquina.William Borges do Vale, Mamá, era filho de Carmina e Antão, e irmão dos pilotos, Clodison (Falecido) Clinger (ET) Bidú, Prego, Kilme, Nôco. Thiago, (Foto menor) filho caçula de Nôco já enceta seus primeiros vôos para prosseguir com o legado dos Borges do Vale.

A maioria dos aeronautas que tiveram sorte em salvar suas vidas em desastres de avião na região ficaram com sérias sequelas, caso dos comandantes, Dimas Santiago, Wanderly Tertuilno e outros que vieram do sul em busca de riqueza na amazônia.
Postado por Walter Azevedo Tertulino às Sábado, Fevereiro 06, 2010 Marcadores: Itaituba